Dicas de Wroclaw

Com cerca de 650 mil habitantes, conhecida como a Pequena Veneza em razão de estar situada sobre diversas pequenas ilhas no Rio Odra, ligadas por pontes e cortada por canais, Wroclaw é uma das mais bonitas e antigas cidade da Polônia, já importante na Idade Média. A cidade, que fica no sudoeste do país, mais perto de Praga e Dresden que de Varsóvia. O rio emoldura as melhores paisagens da cidade.

O centro velho de Wroclaw foi erguido no século 10 e já esteve sob o domínio dos reinos de Boêmia, Áustria, Prússia e Alemanha. Somente em 1945, com o fim da guerra, voltou a ser da Polônia. Seu centro histórico, a Cidade Velha, é repleto de charmosas construções antigas. Algumas das pontes de Wroclaw são atrações turísticas, como a ponte Grunwaldzki, não muito antiga, já que foi construída em 1910, mas que é um dos ícones da cidade. Muito mais velha é a Pont Tumski, provavelmente anterior ao século XII, que conduz a Ostrow Tumski, a parte mais antiga de Wroclaw ainda iluminada por românticos lampiões de gás.

No centro da animada Praça Rynek, a principal da Cidade Velha, fica o enorme e gótico prédio da prefeitura de Wroclaw, um dos maiores da Europa.  Nele funciona também o Museu da Cidade. Nessa região ficam muitos café, lojas, bares e restaurantes.

Confira o mercado de flores, a fonte, o palácio do século 13 e os gnomos. São 97 esculturas (em tamanho, pode-se dizer, natural) de duendes por todo lado. Os antigos moradores acreditavam que ter uma delas em casa trazia sorte. Com o passar dos anos, os gnomos passaram a ter status de mascote e ganharam as ruas.

Existem ainda dois lugares que vale a pena conhecer. Um é o Panorama Raclawicka, um quadro gigante que se estende por paredes em 360 graus. Ele retrata uma batalha entre os exércitos polonês e russo em 1794, vencida, evidentemente, pelos anfitriões.

Conheça também os afrescos de arte barroca do Salão Aula Leopoldina, na Universidade de Wroclaw, que se mantiveram intactos mesmo com a chuva de bombas.

TRANSPORTES NA POLÔNIA

Avião – vale a pena para ir de Varsóvia a Cracóvia. A distância é grande e a viagem é cansativa para ser percorrida por terra. Para circular pelo resto do país esqueça.

Trem – é o meio mais indicado para circular pela Polônia. Para informações sobre horários e linhas, consulte o site da companhia ferroviária polonesa PKP. Quem pretende passar um tempo percorrendo o país pode utilizar o sistema de passes da PKP, o Polrailpass e Junior Polrailpass, válidos por períodos fixos que variam de 8 a 30 dias, e que podem ser comprados por meio de seu agente de viagens ou ao chegar na Polônia.

Ônibus – são úteis principalmente para circular entre pequenas localidades não servidas pelo trem. A Eurolines Polska tem um sistema de passes válidos por períodos fixos.