Viajar traz mais felicidade do que ter filhos ou casar, aponta pesquisa

Se você busca a felicidade e não anda encontrando, talvez seja a hora de planejar uma viagem. Uma pesquisa do site Booking mostrou que viajar deixa as pessoas mais felizes do que grandes acontecimentos como ter filhos ou casar. Surpreendentemente, o levantamento feito com 17 mil pessoas de todo o mundo mostrou que viajar é essencial para ser feliz.

As pessoas consideram planejar e viajar de férias mais essencial para nossa felicidade do que grandes eventos da vida como o dia do nosso próprio casamento (49%), um encontro romântico (51%), conseguir um novo emprego (50%), noivado (45%) e até mesmo ter um filho(a) (29%). Além disso, 77% das pessoas dizem sair de férias no momento exato em que precisam de uma dose de felicidade.

Para o jovem Rafael Castello Branco, de 26 anos, essa é mesmo a dose de felicidade necessária. Ele faz, pelo menos, duas grandes viagens por ano e sempre que pode faz passeios curtos para cidades brasileiras.

— Viajar é um hobby que se tornou necessidade. Comecei a viajar para fora com 19 ou 20 anos e a partir daí não parei mais. Viajo mais de duas vezes por ano, e é o que me traz conhecimento e é o que ei busco. Conhecer novas pessoas e culturas diferentes —conta o viajante que este ano conheceu a Asia com a namorada.

A pesquisa, que ouviu 17.000 pessoas de 17 países, revelou que, para a maioria, experiências de viagem proporcionam uma felicidade mais duradoura do que bens materiais (70%). O que explica por que a maior parte das pessoas (56%) prioriza viagens de férias a bens como roupas, joias e eletrônicos, enquanto quase metade (48%) acha que viajar é mais importante do que reformas e melhorias na casa. E Rafael sabe que viagens valem mais do que os bens materiais.

— O dinheiro que eu economizo uso para viajar. Se for me dar um presente que me dê uma experiência do que algo material. Não sou radical. Os bens materiais são importantes, mas entre comprar um Iphone ou ir para outros países. Eu prefiro viajar —avalia.

Casar e ter filhos está longe de ser uma prioridade dele e, por sorte, da namorada também não.

— Nossa prioridade é viajar. E se um dia a gente casar pode ser numa viagem —avisa.

E é a etapa do planejamento que traz a felicidade imediata, com quase três quartos das pessoas (72%) dizendo que sentem prazer em simplesmente pesquisar para onde ir nas férias. Mais da metade (56%) concorda que o pico da felicidade é no momento de reservar as férias.

Um dos principais especialistas em felicidade do mundo, Shawn Achor, bacharel e mestre pela Universidade de Harvard, explica que se as férias forem bem planejadas a volta pode gerar menos estresse.

— Os dados desta nova pesquisa da Booking.com destacam que há uma relação significativa entre se divertir durante a experiência de fazer reservas e a felicidade da viagem em si, o que significa que um dos melhores indicadores de uma viagem feliz é se divertir ao fazer as reservas. Uma viagem bem planejada e com reservas confirmadas na hora e com facilidade podem aumentar consideravelmente sua felicidade, não importa o tipo de acomodação ou tipo de viagem que você busca. Ao contrário das férias normais, se suas férias forem bem planejadas e tiverem baixo nível de estresse, há 94% de chance de que você volte a trabalhar com níveis mais altos de energia, comprometimento e felicidade — explica.

Reservar viagens também traz felicidade

Dos 17 mil entrevistados, mais de um terço afirma pesquisar suas férias com meses de antecedência (35%) e 5% planejam com mais de um ano de antecedência. Entre reservar e de fato viajar, mais de um terço afirma buscar uma dose de felicidade pensando sobre suas férias de uma a três vezes por dia (39%). Na preparação, oito entre dez pessoas (80%) ficam felizes ao olhar o mapa e pesquisar lugares para visitar, e mais da metade gosta de planejar e comprar roupas para a viagem (52%).

Além disso, quase oito entre 10 (79%) dizem que olhar as fotos dos destinos e das belas acomodações – de apartamentos a hotéis e pousadas – ajuda na felicidade durante o período que antecede a viagem – e outros seis de dez (61%) gostam de continuar lendo avaliações sobre a acomodação que acabaram de reservar.

O diretor mundial do Boooking, David Mau, explica que por dia mais de 1,1 milhão de reservas são feitas pelo site diariamente, e que cada viajante tem seu destino de felicidade.

— Uma casa de árvore rústica no interior da Suécia pode ser seu paraíso, enquanto para outro é um apartamento de luxo no centro de Tóquio. A pesquisa revela a felicidade das pessoas quando elas podem reservar facilmente destinos potenciais para ir e tipos de lugares para ficar — conclui.

Fonte: Extra

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado