Novo raio-x dos EUA permite líquidos em bagagem de mão

A administração de segurança em transportes dos Estados Unidos (TSA), junto à American Airlines, deu início aos testes de um novo scanner de raio-x. Em vez de uma imagem em duas dimensões, hoje analisada pelos fiscais nas telas durante os procedimentos de segurança, a nova tecnologia oferece uma visão em 3-D.

A máquina conta com uma tomografia digitalizada, potencializando a visibilidade do fiscal de segurança. Ele pode girar a imagem virtual das bagagens e analisá-las em até 360 graus. O objetivo é otimizar os procedimentos para encontrar qualquer objeto suspeito nas malas que passam pelo raio-x.

Com essa nova tecnologia, a efetividade da segurança nos embarques aumenta significativamente. Além disso, as imagens em 3-D poderão fazer com que passageiros levem produtos como líquido, gel e sprays dentro das bagagens de mão.

Após os testes, a TSA espera começar a implantar o novo scanner oficialmente no Aeroporto Internacional John F. Kennedy, de Nova York, ainda neste mês. Depois, ela deverá ser testada em Phoenix e Boston.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado