Fornecimento falha e mais de 100 aviões de aérea voam sem comida

As refeições oferecidas dentro de aeronaves ao redor do mundo não costumam deixar os passageiros com água na boca, mas são fundamentais, principalmente em viagens de longa duração. Porém, na Coreia do Sul, muitos dos clientes da Asiana estão “passando fome” durante seus voos. Tudo porque o fornecedor de alimentos não está conseguindo atender à demanda da segunda maior companhia aérea do país.

De acordo com a Bloomberg, desde o último domingo, 107 dos 231 voos operados pela Asiana do aeroporto internacional de Incheon, em Seul, decolaram sem refeições a bordo. Em algumas rotas mais longas da empresa, como a que vai até Phuket, na Tailândia, os passageiros estão recebendo cupons de compensação que podem ser utilizados na compra de novos bilhetes aéreos ou de produtos em lojas aeroportuárias.

Segundo a publicação norte-americana, os problemas começaram quando uma das instalações da Gategroup Holding AG, fornecedora de alimentos da Asiana, sofreu um incêndio. O acidente obrigou a companhia aérea a fechar acordos com pequenos vendedores locais de refeições que não conseguiram atender à demanda, principalmente com a chegada do verão no Hemisfério Norte.

Normalmente, a Asiana necessita de cerca de 25 mil refeições por dia para distribuir entre seus clientes, mas este número ultrapassa a casa dos 30 mil durante a alta temporada.

Os sul-coreanos transferiram o fornecimento de alimentos para a Gategroup, uma filial da chinesa HNA Group, depois que o contrato com a LSG Sky Chefs, pertencente a Deutsche Lufthansa AG, terminou no último dia 30 de junho.

 

Fonte: Panrotas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado