Viena

Passear por Viena é como revisitar um passado cheio de história e muito glamour. É voltar nos tempos da dinastia Habsburgo e deslumbrar-se com palácios imperiais, monumentos, igrejas que são verdadeiras obras de arte, ruas e bairros que se modernizaram com o passar do tempo, mas não deixaram de lado a sua essência.

Além disso, é bem provável que em Viena você ouça muita música, seja na Wiener Staatsoper -a Ópera-ou em igrejas e casas de concerto. Isso porque são austríacos alguns dos compositores mais famosos do mundo, entre eles Wolfgang Amadeus Mozart e Franz Schubert.

Visitar a capital da Áustria sem tempo suficiente acaba deixando muitos viajantes frustrados, pois a quantidade de pontos turísticos importantes e atrações é enorme. A Catedral de Santo Estevão, um dos símbolos da cidade, e o Hofburg, o complexo imperial da era Habsburgo, por exemplo, são paradas obrigatórias. Vale dizer que no Hofburg também encontra-se a capela imperial, onde acontece a apresentação dos famosos meninos cantores de Viena.

Quando ir a Viena

Como em todo o restante da Europa, em Viena você encontrará as quatro estações do ano bem definidas. Verão quente, inverno congelante (pelo menos para os nossos padrões tropicais), primavera com temperaturas amenas e outono cheio de belas paisagens, porém mais “friozinho”.

Os que desejam visitar uma cidade menos cheia, e também economizar no quesito hospedagem, devem evitar as temporadas mais quentes do ano, como junho, julho e agosto. Janeiro e Fevereiro podem ser boas alternativas, mas você deve levar em consideração o frio intenso. Para enfrentar o período, você vai precisar de casacos apropriados, botas, meias, gorro, cachecol e luvas.

Como chegar a Viena

Avião

Voos diário-com conexões na Europa-partem das principais cidades brasileiras com destino a Viena, a capital da Áustria. A holandesa KLM, por exemplo, promove voos saindo de São Paulo e Rio de Janeiro com conexões em Amsterdam. Já a alemã Lufthansa faz conexões nos aeroportos de Frankfurt, enquanto a Portuguesa TAP, em Lisboa.

Trem Internacional

Acessar Viena de trem, caso você já esteja no continente, pode acabar sendo bem mais prático e barato do que pegar um avião. Principalmente se você estiver em países como Hungria, Alemanha, República Tcheca, Eslováquia e Itália. Para conferir horários, preços e também adquirir a sua passagem com facilidade e segurança, acesse o site da Austrian Federal Railways (ÖBB).

Ônibus

A Eurolines promove viagens de ônibus de várias localidades da Europa para Viena, na Áustria. Uma boa alternativa para os que pretendem economizar e dispõem de mais tempo. Para saber sobre horários de partida, preços e também adquirir a sua passagem.

O que fazer em Viena

Prepare o fôlego, pois em Viena não vão faltar opções de programas diurnos e noturnos. A dica para o dia, portanto, é sair cedo (principalmente se você não dispõe de muito tempo na cidade), calçar sapatos, vestir roupas confortáveis e apropriadas para a estação, adquirir um bom mapa -ou um SIM-card que dê acesso à internet/GPS-e colocar o “pé na estrada”.

Café Demel

Que tal uma parada para saborear uma fatia de torta acompanhada de um café ou chá em um dos cafés mais elegantes e tradicionais de Viena? Aberto em 1786, e a poucos passos do Hofburg, o Demel já foi ponto de encontro da aristocracia e da burguesia vienense. Um local com uma atmosfera incrível, elegante, e onde você vai encontrar delícias como a torta Ana Demel-de chocolate e nougat-, a tradicional torta Sacher, entre outras tentações.

Catedral de Santo Estevão (Stephansdom)

Ergueu-se no centro de Viena uma das construções que mais simbolizam a cidade, a Catedral gótica de Santo Estevão, a Stephansdom. Uma igreja que foi construída sobre uma outra já existente, datada do século XII, e que chama a atenção pela imponência e extrema beleza, tanto por fora quanto por dentro.

Kärntner Straße

A Kärntner Straße é uma rua de Viena fundada ainda na era dos romanos. Porém, a partir do século XIX, o endereço se tornou uma exclusiva zona de pedestres e um verdadeiro shopping a céu aberto, com lojas de todos os tipos e para os mais diversos gostos. Uma área indicada até para os que não pretendem comprar nada, pois está repleta de belas construções. Vale a pena a caminhada!

Dicas de Viena

Visto

Cidadãos brasileiros não precisam de visto de turismo para permanência por até 90 dias na Áustria e em outros países-membros do Acordo Schengen (Alemanha, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Islândia, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Países Baixos, Polônia, Portugal, República Checa, Suécia e Suíça), mas no momento do desembarque serão exigidos passaporte válido e outros comprovantes, como passagem de ida e volta, comprovante de recursos financeiros, seguro-saúde válido em todos os países-membros do acordo, entre outros.

Dinheiro

A Áustria é um dos 19 países da UE que utilizam o Euro (€). São moedas de um, dois, cinco, 10, 20 e 50 centavos, €1 e €2. Já as notas são de €5, €10, €20, €50, €100, €200 e €500. Caixas eletrônicos estão espalhados por toda a capital da Áustria e cartões de créditos podem ser utilizados para comprar bilhetes de transporte público (nas máquinas). Já em lojas e cafés/restaurantes é sempre bom perguntar antes se o cartão é aceito.

Viena não é um dos lugares mais caros da Europa para o turista, porém está longe de ser um destino barato. Para economizar nas entradas de atrações e utilizar o transporte público de maneira ilimitada, por exemplo, você pode adquirir um Vienna Card, disponível nas versões 48 horas e 72 horas. Leia mais sobre ele em O que Fazer.

Outra dica para os que desejam gastar menos é evitar fazer todas as refeições em restaurantes, aproveitando para comer em cafés mais simples, que podem servir um “prato do dia”, ou na rua, onde você vai encontrar lanchonetes do tipo fast food e barracas que vendem deliciosas salsichas com pão. Uma iguaria da culinária local que você não pode deixar de experimentar!

Segurança

No geral, Viena é uma cidade segura para turistas, inclusive para mulheres desacompanhadas. No entanto, é sempre bom tomar certos cuidados, especialmente em áreas muito cheias ou movimentadas, como manter carteiras em lugares seguros e bolsas sempre fechadas e visíveis aos olhos. Todo cuidado também é pouco com aparelhos celulares e câmeras fotográficas. Na Europa assaltos são raros, já furtos são bem mais comuns.

No Restaurante

A maioria dos cafés e restaurantes de Viena não incluem a gorjeta na conta, portanto, é de praxe que o cliente reserve ao menos 10% para o prestador de serviço. Com exceção, é claro, para estabelecimentos como bares e casas noturnas, onde o cliente paga pela bebida no próprio balcão.

Tomadas Elétricas

Está pensando em levar algum aparelho eletrônico na sua viagem? Então não se esqueça de que na Áustria a voltagem é de 220 volts. Quanto ao formato das tomadas, elas são padronizadas na Europa, com dois pinos arredondados paralelos. Leve o seu adaptador!

Fonte:  http://guia.melhoresdestinos.com.br/viena-167-c.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado