Porto de Galinhas – Pernambuco

Não é preciso dizer muito: Porto de Galinhas é um dos melhores destinos de praia do Brasil. Suas fotos, caracterizadas pelas águas verdes entre piscinas naturais, saltam aos olhos e arrancam exclamações dos mais céticos.

O distrito pertence ao município de Ipojuca, em Pernambuco, e tem a facilidade de estar a apenas 60km do Aeroporto Internacional do Recife. A praticidade de chegar é a mesma que se tem ao entrar no mar e não ter mais vontade de deixá-lo. As águas mornas, agradáveis em todo o ano, convidam para um mergulho e têm potencial para conquistar pessoas de todas as idades.

Onde Ficar:

Quando o assunto é hospedagem, podemos dizer que, de certa forma, há dois “Portos de Galinhas”. Parece um pouco estranho definir dessa maneira, mas, na realidade, a visão do distrito de Porto e as atividades diárias dos visitantes são influenciadas pela opção de hospedagem escolhida.

Há o Porto de Galinhas dos resorts megaestruturados e o Porto de Galinhas das pousadas, por assim dizer. Quem opta por um resort, com valores de diárias mais salgados, muitas vezes se restringe ao próprio resort durante a viagem – utiliza a praia e a estrutura do resort e faz suas refeições no local, não participando tão ativamente das atividades da vila.

Dicas:

– Pagar com cartão de crédito ou débito não é problema para quem visita Porto de Galinhas, pois diversos estabelecimentos aceitam cartões.

– A vila de Porto de Galinhas tem caixas eletrônicos de diversos bancos e da Rede 24h, além de agência do Banco do Brasil.

– Dê preferência a passeios com bugueiros e taxistas indicados por amigos ou pela pousada. Fazendo passeio com quem você já tem indicação, o bom serviço prestado é mais garantido. Indicamos o bugueiro Vaguinho e o taxista Joab; ambos foram muito legais durante nossa viagem.

– Não é novidade que os preços de Porto de Galinhas podem ser altos, principalmente se sua viagem está marcada para a alta temporada. Fique ligado nos valores cobrados, inclusive nas areias.

– Se viajar no período de chuvas, prepare-se para encontrar poças de lama nas ruas com terra.

– Não se esqueça de colocar na mala o protetor solar e um chapéu ou boné. O sol de Porto de Galinhas é muito forte, então tenha cuidado com as queimaduras.

Entendendo a Tábua de Marés: Ao planejar uma viagem pelo Nordeste brasileiro, é importante ficar de olho na Tábua de Marés. A tábua pode ser conferida no site da Marinha e é uma grande aliada na hora de decidir quando fazer seus passeios. É ela quem indica o nível da maré e seus horários ao longo do dia, por isso acompanhá-la e entendê-la significa não cair em furadas. Viaje na maré baixa, esse é o melhor momento para conhecer Porto de Galinhas!

As piscinas naturais de Porto de Galinhas e de outros destinos são formadas quando a maré está baixa, fato que acontece duas vezes ao dia. É preciso saber que as fases da lua influenciam diretamente nas marés; portanto, nem todas as luas são bacanas para encontrar a maré baixinha. Note que, nas semanas de lua cheia e lua nova, a oscilação entre o ponto mais alto e o mais baixo da maré é maior (perto de 0.0/0.1 e 2.5), logo, as marés ficam mais rasas e mais cheias nesse período; por isso são as melhores semanas para uma viagem.

Passeios em Porto de Galinhas:

Se as praias são o principal atrativo de Porto de Galinhas, os passeios são um artifício para conhecê-las mais a fundo. Passeios e praias caminham de mãos dadas e são parte integrante de uma viagem por essa região. Acompanhe nossas dicas!

O mais importante – e que você não deve deixar de fazer – é o passeio de jangada para as piscinas naturais de Porto de Galinhas. É um passeio simples e rápido, que parte da Praia da Vila e leva até as lindas piscinas naturais de águas límpidas formadas na maré baixa. Não deixe de levar seu snorkel, tirar fotos e curtir o ponto mais famoso da região. Imperdível!

Como Chegar:

Porto de Galinhas está a cerca de 60km do Recife e do Aeroporto de Guararapes; por ser uma região de muita visitação e relativa proximidade com a capital pernambucana, chegar ao local é simples.

De carro: Saindo do norte do estado, do Aeroporto do Recife ou do Recife, o principal acesso é pela BR-101, onde se pega a PE-060 até Ipojuca. A partir de Ipojuca, é preciso pegar a PE-038 até Nossa Senhora do Ó e, então, a BR-009, que passa próximo da praia de Muro Alto, Cupe e vai até o centro de Porto de Galinhas.
Saindo do sul, o acesso se dá pela BR-101 e pela PE-060.

De ônibus: Ônibus para Porto de Galinhas saem da frente do Aeroporto Internacional do Recife e também do TIP (rodoviária) em vários horários. Para quem quiser sair do aeroporto e pegar um ônibus, não há dificuldades, bastando deixar o terminal de desembarque e, em seguida, sair pela porta que fica próxima ao escritório de informações turísticas. É preciso esperar pelo veículo junto a um ponto de ônibus que se localiza antes da entrada do estacionamento.

Táxi e transfers: Quem estiver em um grupo pequeno (4 ou 5 pessoas, dependendo do veículo), poderá fazer o translado com um empresa de turismo ou táxi. Os valores variam entre R$100 e R$ 130. Essa é uma forma rápida e confortável para se chegar até Porto, com garantia de bom preço, caso o valor seja dividido entre as pessoas, e que deixa os viajantes exatamente onde querem ficar.

 

Referencias:

http://guia.melhoresdestinos.com.br/porto-de-galinhas-113-c.html

http://www.partiuviagens.com.br/destinos/brasil/porto-de-galinhas.aspx

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado