Perth – Austrália

Situada às margens do Oceano Índico e detentora do título de cidade com um milhão de habitantes mais isolada do mundo, Perth não é um dos destinos superpopulares da Austrália, talvez por isso seja um dos mais interessantes. Por estar afastada dos locais mais conhecidos, na costa oeste do país, é uma cidade que muita gente não conhece e seu charme está exatamente em oferecer muito mais do que as pessoas esperam.

É uma cidade que surpreende!

Organizada, com ótimos parques, bom transporte público, vida noturna animada e paisagens encantadoras para o Rio Swan, Perth é relativamente tranquila e ao mesmo tempo oferece variadas opções de entretenimento. Atividades ao ar livre e um céu azul durante boa parte do ano são fortes características do lugar, que ganhou incentivo para ser povoado no fim do século XIX, quando se descobriu que o estado de Western Australia, do qual Perth é capital, era rica em ouro.

Onde ficar 

Aos olhos de quem vive no Brasil, Perth pode não parecer a mais atrativa das cidades turísticas australianas, mas ela não apenas recebe turistas de diversas partes do mundo, inclusive da Austrália, como oferece uma excelente estrutura aos seus visitantes.

Em praticamente toda cidade, é o centro que concentra o comércio e os principais pontos de interesse, e em Perth não é diferente. Os “centros da cidade” na Austrália são conhecidos por CBD ou city, mas em Perth, costuma-se chamar o centro de “Perth” também. É no centro que fica o distrito financeiro, os maiores edifícios, centros comerciais e construções antigas que fazem parte da fundação da cidade.

Viajando a trabalho ou passeio, Perth (centro) é o local com melhor localização na cidade. Perth é “O lugar”, e tem desde lojas e supermercados a restaurantes e boates. Não é uma região que fica cheia de dia e morta durante a noite, porque, mesmo à noite, o local é movimentado. Se você quer facilidade para utilizar o transporte público e estar perto de onde tudo acontece, a melhor pedida é se hospedar na city. Algumas opções de hospedagem por ali são: Duxton Hotel, Pensione Hotel, o Fraser Suits e Mantra, que tem uma localização sensacional.

Colado em Perth fica Northbridge, um bairro que está a apenas poucos passos de distância e que também é bem antigo na cidade. Esse é um bairro com bom comércio, restaurantes charmosos e vários locais para curtir a noite. É também uma boa alternativa para estar bem localizado e com fácil acesso ao comércio. Em Northbridge você encontra o ibis Styles, que tem um bom custo-benefício e o Hotel Northbridge.

Dicas 

Perth é a capital do estado de Western Australia, na costa oeste do país. Para entrar em território australiano é necessário ter um passaporte com um visto de turismo válido. O visto é simples de ser emitido, é feito pela internet, exige o preenchimento de várias perguntas e o pagamento de uma taxa. Certifique-se de aplicar o visto que corresponde ao seu objetivo de viagem. Veja aqui como tirar o visto australiano ou visite o site oficial da Embaixada da Austrália para obter mais informações.

Na entrada ao país, nem sempre o passaporte é carimbado. Caso você queira ter o carimbo de chegada/saída no país, peça ao oficial da imigração.

A Vacina de Febre Amarela é necessária para entrar na Austrália e a carteira de vacinação internacional pode ser exigida pelo oficial de imigração na chegada ao país. Embora pouco se fale a respeito da necessidade da vacina, ela realmente é exigida, mas se você não a tiver, não significa que será deportado, a Austrália é tolerante em relação a isso. Em todo caso, ressaltamos a necessidade de ter um comprovante internacional de vacinação, que é emitido pela ANVISA, e deve atestar que a vacina foi tomada 10 dias antes da viagem. Na hora do embarque do Brasil, a companhia aérea contratada para a viagem também poderá exigir o certificado de vacinação.

A moeda utilizada na Austrália é o dólar australiano (AUD), que não tem a mesma cotação do dólar americano. O dólar australiano não é tão fácil de ser encontrado para compra no Brasil e se você pretende comprá-lo em território brasileiro, provavelmente terá que fazer uma reserva na casa de câmbio de sua preferência. Além do dinheiro em espécie, cartões de crédito e dos cartões pré-pagos, uma outra maneira de levar dinheiro para a Austrália é sacando nos caixas eletrônicos na chegada ao país.

O sistema de transporte na Austrália utiliza a mão inglesa (lado direito), então certifique-se de olhar para o lado correto ao atravessar uma rua ou pegar o transporte público. Quem quiser dirigir no país, além da CNH brasileira deve ter a carteira internacional (PID), que é traduzida para o inglês. Dirigir na mão direita pode parecer estranho no início, então redobre a atenção nas primeiras horas de direção em território australiano.

Ao entrar em estabelecimentos que vendem bebidas alcoólicas, é muito normal pedirem um documento que comprove a maioridade, que é de 18 anos. Esse é um procedimento padrão feito, principalmente, em bares e casas noturnas. Há locais que não aceitam documentos brasileiros como a CNH ou o RG e que exigem a apresentação do passaporte.

Perth segue o fuso UTC+8. É muito natural sofrer com o jet lag, ter sono em horários “fora do comum” ou acordar muito cedo nos primeiros dias pós-viagem. As pessoas que saem do Brasil e viajam para a Austrália levam alguns dias até se acostumarem com o novo horário, então, na hora de programar o roteiro de sua viagem, reserve também um tempo para descansar-considere que a própria viagem de avião será cansativa e que os primeiros dias de viagem serão exaustivos pela falta de costume ao novo horário.

Para sofrer menos com o jet lag, tente se acostumar ao horário da Austrália, ou do Brasil (no fim da viagem) antes de chegar ao destino. Se você vai para um lugar que é mais cedo do que seu local de origem, tente ir para a cama mais cedo e acordar mais cedo.

Perth é uma cidade segura e você pode caminhar tranquilamente por suas ruas, sem medo de ser furtado ou roubado. Não tenha preocupações ao andar pelas ruas de madrugada ou sozinho; as cidades australianas têm altos índices de qualidade de vida e são muito mais seguras do que as brasileiras.

Esteja atento ao fato de que as leis na Austrália são bem diferentes das do Brasil e que um ato que parece simples e inofensivo pode provocar multa e fazê-lo desembolsar um bom dinheiro-a fiscalização é mais severa, assim como a aplicação de penalidades. Beber e fumar em locais públicos pode ser proibido, então esteja sempre atento às placas ao redor. Atravessar uma rua fora da faixa ou em momento impróprio, fumar em local fechado ou colocar os pés no assento do trem podem gerar multa, beber na praia também, por exemplo.

Os hábitos na Austrália são um tanto quanto “diurnos”. Esteja atento ao horário dos estabelecimentos, que pode ser um pouco diferente dos horários praticados no Brasil. Há restaurantes que fecham a cozinha em torno das 20h30/21h, então evite jantar tarde. O comércio não costuma fechar tarde também-muitas lojas fecham às 17h/18h. É natural que o comércio funcione até mais tarde em várias cidades australianas às quintas-feiras, inclusive Perth.

Ao utilizar o transporte público da cidade, esteja munido de notas baixas ou moedas, porque as máquinas para comprar os tickets costumam aceitar, no máximo, notas de 10 e os motoristas dos ônibus normalmente não têm troco para notas altas.

Nas estações de trem, as passagens são vendidas nas máquinas de autoatendimento, você faz a compra informando o local de destino e paga o valor da passagem referente ao local para onde irá. Note que, se você utiliza os tickets de papel, eles devem permanecer em seu poder até você deixar as estações de trem.

Em muitas estações não há catracas ou pessoas conferindo se todos pagaram suas passagens, porque se presume que as pessoas irão pagar pelo serviço que estão consumindo, mas vez ou outra uma equipe passa pelos trens conferindo se as passagens estão pagas e em dia, caso a pessoa não tenha pago pela passagem, normalmente lhe é dada uma multa.

Vários estabelecimentos cobram uma taxa quando o pagamento de um serviço é feito com cartão de crédito, essa taxa varia de acordo com o cartão e, normalmente, é de 1,5 a 3% do valor total da compra.

Em feriados nacionais, os restaurantes poderão cobrar uma porcentagem adicional ao valor dos pedidos.

Perth é muito quente no verão e fria no inverno. O tempo da cidade pode mudar rapidamente e é normal fazer calor durante o dia e frio à noite, portanto, não deixe de levar um casaco, mesmo viajando no verão.

Os supermercados não vendem bebidas alcoólicas; caso deseje comprá-las, você deverá ir a uma Liquor Store, que são estabelecimentos especializados em bebidas com álcool. Nessas lojas há uma enorme variedade de produtos; cervejas, vinhos, sidras, destilados etc. Estar com um documento de identificação é sempre bem-vindo ao entrar em um local que vende bebidas.

Há restaurantes que não vendem bebidas e que permitem que você leve e consuma sua própria bebida alcoólica no local. Esses locais são sinalizados com “BYO” (bring your own).

A rede elétrica na Austrália é de 220/240V e suas tomadas têm três pinos chatos, sendo dois pinos “tortos” e um vertical. Provavelmente você irá precisar de um adaptador de tomadas para recarregar seus dispotivos eletrônicos e eles podem ser encontrados em lojas de conveniência e supermercados, por exemplo.

Esse texto sobre Dicas de Perth faz parte do guia de Perth no Melhores Destinos

Quando ir

Perth é a capital do estado de Western Australia, no lado oeste da Austrália, e na costa do Oceano Índico. Ela é uma das capitais mais isoladas do mundo, seu clima é mediterrâneo. A cidade tem muitos dias de sol e chega a ser incrível como há dias ensolarados. Para fins de comparação, poderíamos dizer que o clima se assemelha um pouco ao de Porto Alegre, RS, que tem verões muito quentes e dias de inverno frios.

A temperatura média anual na cidade é de 18ºC. No verão, quente e seco, a média é de 24ºC, mas não se espante se a sensação térmica passar dos 40ºC. Realmente faz calor na cidade, e fevereiro costuma ser o mês mais quente. O verão é a melhor época para curtir a praia e as atividades ao ar livre, pois a cidade vive seus dias mais movimentados. O ventinho constante que atinge a cidade ajuda a amenizar o calor no verão, mas em compensação aumenta o frio durante o inverno.

O inverno é a temporada de chuva, principalmente entre maio e agosto. A média nesse período é de 13ºC, porém também são registradas temperaturas mais baixas. Mesmo no inverno há bons dias de céu aberto, mas também é natural a ocorrência de tempestades, algumas com muitos raios.

Como chegar

Perth é a capital do estado de Western Australia (Austrália Ocidental) e em sua região metropolitana há mais de 2 milhões de habitantes. Ela está localizada na costa do Oceano Índico, que é o lado menos popular do país, e é tão afastada de outras grandes cidades que é considerada a cidade com mais de um milhão de habitantes mais isolada do mundo. Ela está a cerca de 3.940 km de Sydney, 4.340 km de Brisbane e 3.420 km de Melbourne.

Avião
Em um país de dimensões continentais como a Austrália, e tão longe do Brasil, um avião é a maneira mais rápida, não apenas de chegar ao país, como de viajar dentro dele. Não há empresas brasileiras que voam para a Austrália, mas há diversas outras companhias estrangeiras que têm acordos com empresas brasileiras ou que operam em nosso país e viajam para a Austrália.

Como sair do Aeroporto de Perth 
O Aeroporto de Perth, Perth International Airport, está a cerca de 12 km do centro da cidade. É um aeroporto de grande porte, com três terminais domésticos e um terminal internacional. Para ir de um terminal a outro, há um serviço de ônibus gratuito disponível que funciona 24h e passa nos terminais entre uma e três vezes a cada hora-quanto mais movimentado o horário do aeroporto, mais vezes passam os ônibus. Aqui você pode conferir o horário dos ônibus entre os terminais.

Trem 
Para quem gosta de aventuras e tem tempo disponível para fazer uma viagem diferente, existe uma rota de trem que liga Perth, Adelaide e Sydney. A viagem dura alguns dias e tem paradas ao longo do caminho, nas quais é possível descer do trem e fazer passeios para conhecer os arredores das estações. É uma viagem com paisagens variadas, em que pode se conhecer melhor o interior da Austrália, mas não é uma alternativa barata ou rápida para viajar.

Carro
Viajar de carro passando por várias cidades é um programa clássico nas férias dos australianos, o único “porém” é que as distâncias entre as cidades podem ser realmente muito grandes e levar vários dias. As condições nas estradas do país são muito boas e para quem gosta de pegar a estrada, viajar na Austrália é uma excelente ideia. Há locais onde você pode viajar horas sem cruzar com um outro veículo.

Entre Perth e Adelaide são 2.700 km, feitos pela National Highway A1, que também é a mesma estrada para quem viaja a partir de Sydney ou Melbourne. Para quem parte do norte da Austrália Ocidental, a opção principal é a mesma A1, uma estrada que praticamente roda toda a Austrália próxima ao mar.

 

Referencias:

 

http://guia.melhoresdestinos.com.br/perth-174-c.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado