Jericoacoara – Ceará

Jericoacoara é uma vila do município de Jijoca, a 300km de Fortaleza, na costa oeste do Ceará. Um lugar místico, de belezas naturais ímpares e bastante popular entre os naturalistas que procuram sossego. Com sol o ano todo e ambiente aconchegante, o lugar está preparado para receber turistas que buscam um diferencial em suas viagens.

Entre dunas, mar, lagoas e mangues, a vila é um refúgio diante da modernidade das grandes cidades. Por lá não há iluminação pública, necessidade de carro ou ruas calçadas. No ar é perceptível um clima rústico, de simplicidade e a certeza de encontrar um povo hospitaleiro, que entende que quem faz a roda d’água girar é o turismo.

 

 

Onde Ficar:

Sendo uma vila pequena, as pousadas não ficam muito distantes dos pontos de interesse em Jericoacoara. São três as ruas principais: Rua do Forró, Rua Santo Antônio e Rua Principal – tudo acontece nelas ou próximo a elas.

A pousada Hippopotamus está em Jeri há vários anos. É uma opção simples, mas com boa localização, e que agrada muita gente. Quem busca um lugar que serve como referência, pode apostar nessa pousada. Uma opção mais cara, mas também mais sofisticada, é a Casa de Praia. Com diárias que incluem o café da manhã, a pousada tem não só uma boa localização como conforto e serviço de qualidade.

Dicas:

– Jeri não é um lugar indicado para idosos, nem para pais com crianças de colo. Todas as ruas são de areia, o que provoca uma locomoção complicada para quem precisa andar com carrinho de bebê ou tem dificuldade para fazer esforços.

– Não esqueça o protetor solar e os óculos escuros na sua viagem. O vento dá a impressão errada de que a pele não está queimando. Os óculos serão usados para a proteção dos olhos ao vento.

– É recomendável economizar na bagagem para Jeri. Como todas as ruas são de areia, arrastar malas com grande peso é bastante complicado.

– Quem não gosta de vento deve evitar principalmente o mês de agosto – quando sempre venta bastante. Por outro lado, para quem quiser aprender a fazer esportes como kite e windsurf, é um dos melhores lugares do mundo.

– Leve dinheiro trocado para pagar os passeios e algumas compras. Cartões de crédito são aceitos nos principais restaurantes e pousadas, mas nos lugares pequenos o pagamento é só em cash.

– Quem precisar ir ao banco provavelmente terá que tomar a jardineira até Jijoca. A vila de Jeri tem apenas casa lotérica e caixa eletrônico do Bradesco. Em Jijoca, as opções são maiores e há, inclusive, agências bancárias.

Pontos Turísticos:

Lagoa De Jijoca :A lagoa, que fica no município de Jijoca de Jericoacoara, um dos points do local, possui areias finas e águas cristalinas em diversos tons de verde e azul.

Duna do Pôr-do-Sol: Ao lado da vila de Jeri fica uma duna alta e muito frequentada no fim da tarde para observar o sol se pondo no mar – um fenômeno que não ocorre em todas as partes do Brasil.

PEDRA FURADA

A pedra furada tornou-se o símbolo de Jericoacoara. Se você não se emocionar com as formações rochosas, vai vibrar durante o passeio, pois ele oferece uma vista maravilhosa em todas as direções.

Onde Comer:

Nem só de beleza natural vive Jericoacoara. Há muitos restaurantes aconchegantes na vila, perfeitos para quem quer comer com qualidade.

Como a vila é pequena, você tem um grande leque de opções num curto espaço e, se achar que o preço de um está ruim, pode facilmente encontrar outro lugar para comer.

Pequenininho, mas muito simpático, o Bistrôgonoff é opção certa tanto para o dia quanto para a noite. Os garçons são muito simpáticos e há pratos para todos os bolsos. Já nos dias em que você estiver inspirado e quiser comer muito bem, vá ao Tamarindo. O restaurante é um dos melhores de Jeri e tem pratos com misturam sabores brasileiros capazes de agradar os mais difíceis paladares.

Quando ir:

As médias anuais variam entre 35°C no verão e 22°C no inverno. A época dechuvas é longa e vai de janeiro a junho – quando se formam as belíssimas lagoas, mas isso não significa que passem dias inteiros chovendo, não é assim. São períodos de chuvas que vêm e logo vão embora. O segundo semestre do ano é o mais seco e recomendado para quem não quer correr o risco de pegar nada de chuva e pretende tirar fotos com um azul belíssimo no céu.

Como Chegar:

A logística para chegar a Jeri não é nada fácil. As estradas asfaltadas não estão por todo o trajeto e a parte final, cheia de dunas, é recomendada apenas com quem conhece a região. Mas não desanime diante de todas essas observações: Jeri vale a pena.

É importante ter em mente que o maior aeroporto do Estado do Ceará é oAeroporto Internacional Pinto Martins, em Fortaleza. Depois de programar sua chegada a Fortaleza, basta escolher como prefere chegar a Jericoacoara – de carro ou ônibus.

Ônibus
Atualmente quem faz o trajeto de ônibus entre Fortaleza e Jeri é a Fretcar. A viagem inteira dura cerca de 7 horas e não é nada confortável. O ônibus leva seus passageiros até Jijoca, onde desembarcam e pegam o famoso pau de arara.

Carro
A partir de Fortaleza, a melhor opção é pegar a estrada na rodovia CE-085, também conhecida como Estruturante. Apesar de ser apenas uma rodovia durante boa parte do trajeto, é recomendável carregar consigo um mapa (ou GPS) para não ter problemas pela falta de sinalização.

 

Referencias:

http://www.partiuviagens.com.br/destinos/brasil/jericoacoara.aspx

http://guia.melhoresdestinos.com.br/jericoacoara-17-c.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado