Gold Coast

Sol, 70 km de praias, parques temáticos, ondas perfeitas para o surf, lojas de todo tipo, parques cheio de árvores, visuais de tirar o fôlego, boates –  Gold Coast é uma das maiores cidades da Austrália e um dos destinos turísticos mais cobiçados do país. A cidade oferece atrações para diferentes faixas etárias-do jovem que quer se aventurar nas montanhas-russas ou pegar ondas no mar aos que optam por uma viagem mais pacata e desejam apenas a boa sombra de uma árvore enquanto observam o mar.

Gold Coast tem dias quentes durante boa parte do ano, o que o torna um destino muito procurado pelos brasileiros por conta das praias e do clima similar aos de muitas cidades do nosso litoral. Sede de diversos campeonatos de surf, o local é o sonho de muita gente que no tempo livre coloca a prancha debaixo do braço e vai para o mar. Se tem uma coisa que chama atenção em Gold Coast, é que faça chuva, sol ou tenha um ciclone chegando, o mar está sempre ocupado pelos amantes do esporte. Quando as ondas estão boas de verdade em determinada praia, a quantidade de pessoas entrando no mar ou até surfando numa mesma onda é impressionante.

Onde Ficar:

Em Gold Coast você encontrará opções de hospedagem para diferentes gostos e bolsos. Há hospedagem para aqueles que procuram uma acomodação estilo resort e para quem está mochilando e quer economizar. Há muitos hotéis que têm quartos como apart hotéis, equipados com mini cozinha, mas que só recebem limpeza quando é feito o check-out.

Esteja atento ao fato de que alguns hotéis não funcionam com recepção 24h, assim, caso você precise fazer o check-in após o horário de funcionamento da recepção, pode ser necessário ligar para um funcionário do hotel para lhe entregar a chave.

Para quem não faz questão de ficar perto do agito, mas quer ter opções de lazer, comércio e restaurantes por perto, a opção é ficar em Brodbeach. O bairro já não é tão badalado como Surfers Paradise, mas tem boas opções de hospedagem, uma praia gostosa, o cassino… Se bem localizado, você conseguirá fazer atividades caminhando. Para ficar nessa região, há hotéis como o Meriton, o Bal Harbour Broadbeach ou o Ultra Broadbeach e Talisman Apartments.

Para quem procura sossego e quer apenas uma boa praia próxima ao local de hospedagem ou viaja com a intenção de pegar ondas, a melhor opção é ficar mais ao sul, em bairros como Burleigh Heads e Coolangatta. Esses são lugares residenciais e tranquilos, mas que têm um pouco de comércio. Para quem quer tranquilidade ou deseja ficar próximo das praias mais procuradas para surf, esses são bons locais de hospedagem! Nessa região você encontrará opções como belo Nirvana by the Sea, em Kirra, o hotel Mantra em Coolangatta Beach, e Hillhaven Holiday Apartments ou Outrigger Resort Burleigh Heads, que ficam próximos à praia de Burleigh Heads.

Dicas:

Gold Coast está localizada no estado de Queensland, no litoral leste da Austrália e a cerca de 80 km da capital do estado, Brisbane. Para entrar em território australiano, é necessário ter um passaporte com um visto de turismo válido. O visto é simples de ser emitido, é feito pela internet e exige o preenchimento de várias perguntas e o pagamento de uma taxa. O visto de turismo não dá direito a trabalhar no país, portanto, se seus objetivos de viagem são diferentes de turismo, certifique-se de aplicar o visto que corresponde ao seu objetivo de viagem. Veja aqui como tirar o visto australiano ou visite o site oficial da Embaixada da Austrália para obter mais informações.

A Vacina de Febre Amarela é necessária para entrar na Austrália e a carteira de vacinação internacional pode ser exigida pelo oficial de imigração na chegada ao país. Embora pouco se fale a respeito da necessidade da vacina, ela realmente é exigida, mas se você não tiver se vacinado, não significa que será deportado, a Austrália é tolerante em relação a isso. Em todo caso, ressaltamos a necessidade de ter um comprovante internacional de vacinação, que é emitido pela ANVISA e deve atestar que a vacina foi tomada 10 dias antes da viagem. Na hora do embarque no Brasil, a companhia aérea pela qual você fará a viagem também poderá exigir o certificado de vacinação.

A moeda utilizada na Austrália é o dólar australiano (AUD), que não tem a mesma cotação do dólar americano. O dólar australiano não é tão fácil de ser encontrado para compra no Brasil e se você pretende comprá-lo em território brasileiro, provavelmente terá que fazer uma reserva na casa de câmbio de sua preferência. Além de dinheiro em espécie, cartões de crédito e cartões pré-pagos, uma outra maneira de levar dinheiro para a Austrália é sacando nos caixas eletrônicos na chegada ao país.

A Austrália está a pelo menos 10 horas à frente do Brasil, o que representa uma boa diferença nos hábitos do cotidiano de uma pessoa. É muito natural sofrer com o jet lag, ter sono em horários “fora do comum” ou acordar muito cedo nos primeiros dias pós-viagem. As pessoas que saem do Brasil e viajam para a Austrália levam alguns dias até se acostumarem com o novo horário, então, na hora de programar o roteiro de sua viagem, reserve também um tempo para descansar-considere que a própria viagem de avião será cansativa e que os primeiros dias de viagem serão exaustivos pela falta de costume ao novo horário.

Para sofrer menos com o jet lag, tente se acostumar ao horário da Austrália (ou do Brasil, no fim da viagem) antes de chegar ao destino. Se você vai para um lugar que é mais cedo do que seu local de origem, tente ir para a cama mais cedo e acordar mais cedo.

Esteja atento ao fato de que as leis na Austrália são bem diferentes das do Brasil e que um ato que parece simples e inofensivo pode provocar multa e fazê-lo desembolsar um bom dinheiro-a fiscalização é mais severa, assim como a aplicação de penalidades. Beber e fumar em locais públicos pode ser proibido, então esteja sempre atento às placas ao redor. Atravessar uma rua fora da faixa ou em momento impróprio, fumar em local fechado, beber na praia, colocar os pés no assento do trem podem gerar multa, por exemplo.

O sistema de transporte na Austrália utiliza a mão inglesa (lado direito), então certifique-se de olhar para o lado correto ao atravessar uma rua ou pegar o transporte público. Quem quiser dirigir no país, além da CNH brasileira deve ter consigo a carteira internacional (PID), que é traduzida para o inglês. Dirigir na mão direita pode parecer estranho no início, então redobre a atenção nos primeiros dias de direção em território australiano.

Os hábitos na Austrália são um tanto quanto “diurnos”. Esteja atento ao horário dos estabelecimentos, que pode ser um pouco diferente dos horários praticados no Brasil. Há restaurantes que fecham a cozinha em torno das 20h30/21h, então evite jantar tarde. O comércio também não costuma fechar tarde, muitas lojas fecham às 17h/18h.

Em Gold Coast é muito fácil chegar aos locais com o transporte público e, para isso, é recomendado adquirir o Go Card, o cartão do transporte público local. Para mais informações, leia nossas dicas sobre transportes.

Alguns hotéis não têm recepção 24h e se você chegar após seu horário de funcionamento, provavelmente terá que entrar em contato com um funcionário através de um telefone para emergências e só então pegar a chave do quarto.

Vários estabelecimentos cobram uma taxa quando o pagamento de um serviço é feito com cartão de crédito, essa taxa varia de acordo com o cartão e, normalmente, é de 1,5 a 3% do valor total da compra.

Em feriados nacionais, os restaurantes poderão cobrar uma porcentagem adicional ao valor dos pedidos.

Coloque na mala roupas frescas, mas não se esqueça de ter um casaco também. O tempo muda muito rápido e, por conta dos ventos, um dia que parece quente pode ficar mais fresco algumas horas depois. Se você viaja no inverno, principalmente, não se esqueça de colocar na mala roupas mais agasalhadas.

Em locais como Gold Coast, que costuma ventar, é ainda mais importante dar atenção ao protetor solar. Na hora da exposição ao sol, o vento ameniza o calor e por isso não se tem aquela sensação de que a pele está queimando, daí a importância da proteção.

O que fazer:

Gold Coast é um dos principais destinos turísticos da Austrália, não apenas entre os estrangeiros que visitam o país como pelos próprios australianos. Pudera! A cidade oferece uma enorme variedade de atrativos, pontos turísticos, passeios, praias, parques e opções para a noite. Gold Coast é um lugar interessante aos olhos de pessoas de qualquer faixa etária.

Para começar os passeios em Gold Coast, vá para Surfers Paradise, que é o bairro mais badalado da região. Ali você pode curtir a praia, claro, e caminhar por ruas como Cavil e Surfers Paradise Blvd, que têm muitas lojinhas e centros comerciais. Para fazer algumas compras, tomar um sorvete ou fazer uma refeição, esse é “o lugar” em Gold Coast. Nessa área também fica o Ripley’s Believe It or Not e o Infinity, locais que mexem com a imaginação e que são muito legais para ir quando o tempo não está favorável a atividades ao ar livre.

Ver a cidade do alto é um programa imperdível, por isso não deixe de subir ao SkyPoint Observation Deck, um mirante instalado em um dos edifícios residenciais mais altos do mundo. Esse é um ótimo passeio para dias de céu aberto, e tem mais! Os aventureiros que não se contentam com a vista da cidade de dentro de um local cheio de vidros podem “escalar” o topo do edifício pelo lado de fora. O SkyPoint é um programa para qualquer hora do dia e tem uma vista impressionante!

Onde Comer:

Gold Coast oferece uma grande variedade de restaurantes. Como a Austrália recebe imigrantes de toda parte do mundo, a cidade é multicultural e isso se reflete em sua gastronomia. A influência da cozinha asiática é muito clara, assim como a presença de restaurantes italianos e australianos.

A gastronomia australiana não é das mais famosas no cenário mundial e não tem tantos pratos típicos como em outros países. Nos restaurantes australianos mais tradicionais você encontrará pratos como fish & chips, frango à parmegiana, hambúrgueres (alguns com beterraba), carne de canguru ou crocodilo, costelas etc. Se quiser realmente provar um “quitute” australiano, a dica é ir ao supermercado mais próximo e comprar um TimTam, biscoito crocante com cobertura de chocolate que é uma delícia! Para acompanhar a refeição, não se esqueça de que a Austrália é uma grande produtora de vinhos e que possui vários deles, de diversas qualidades, por um preço justo.

Se você quer comer bem e gosta de restaurantes estilo buffet, nossa sugestão é ir ao Bazaar, lugar onde se pode comer à vontade por um preço fixo e ainda experimentar diversos pratos deliciosos! Para conhecer um pouco da cozinha contemporânea, a dica é ir ao Social Eating House and Bar, que tem um ambiente aconchegante e pratos servidos ao estilo das tapas espanholas, que são refeições servidas em pequenas porções para compartilhar-se estiver em grupo, é uma ótima pedida. Para um jantar informal com algumas das melhores refeições da cidade, vá ao Koi, ótimo para ir com amigos. Os pratos são excelentes, refinados e muito bem preparados!

Quando ir:

Gold Coast é um dos principais destinos turísticos da Austrália e recebe visitantes o ano inteiro. Ela está localizada no estado de Queensland, na fronteira com New South Wales, na costa leste do país. Seu clima subtropical é responsável por temperaturas quentes ao longo do ano, o que faz com que esse seja um destino popular entre os brasileiros que viajam ao país a passeio ou intercâmbio.

A temperatura média anual da cidade é de 20ºC, porém, no verão, a média é 25ºC e no inverno de 16ºC. O verão é o período em que Gold Coast fica mais cheia de turistas e que o mar tem uma temperatura mais agradável para nadar ou pegar ondas, então esse é considerado um período de alta temporada e consequentemente com diárias mais caras nos hotéis.

Ao viajar durante o verão, esteja preparado para dias com sensação térmica superior a 30ºC. O bom da cidade é que, embora faça calor, é comum ventar bastante, então a alta temperatura é amenizada.

Como Chegar:

A cidade de Gold Coast está localizada na costa leste australiana e é servida por dois aeroportos, o da própria Gold Coast e o Aeroporto de Brisbane, a cerca de 80 km de distância. Não há voos diretos ligando o Brasil à Austrália, mas há diversas companhias aéreas que, fazendo conexão, voam para Brisbane e para outras capitais australianas. Para quem já está na Austrália, visitar Gold Coast pode ser um bom motivo para fazer uma viagem de carro, um programa bastante popular nas férias dos australianos.

Avião 
Para quem parte do Brasil, o primeiro passo para chegar em Gold Coast é analisar a maneira utilizada a chegar na Austrália. O aeroporto internacional e de maior porte perto de Gold Coast é o Aeroporto Internacional de Brisbane, que fica a cerca de 80 km da GC.

Saindo do Aeroporto de Gold Coast

Para chegar ou sair do aeroporto de Gold Coast você pode utilizar o transporte público, táxis ou shuttle.

O transporte público é maneira mais barata de chegar ao local e as linhas de ônibus que passam no aeroporto são a 777 e 760. A linha 777 vai até a Broadbeach South tram station, de onde você poderá pegar trans para outras áreas da cidade ou fazer conexão através de outros trans ou ônibus até chegar ao destino desejado. Se você irá para Broadbeach ou Surfers Paradise, basta pegar o ônibus 777 e em seguida o tram. Mas fique atento ao fato de que para utilizar o transporte público você deve ter um GO Card.

Saindo do Aeroporto de Brisbane 
Para sair do Aeroporto de Brisbane, as opções são o shuttles, táxis e o transporte público-o aeroporto conta com uma estação de trem que leva a diversas áreas de Brisbane e Gold Coast.

De carro
Pegar a estrada e viajar com os amigos ou a família pela costa leste é um programa muito comum entre os australianos. Há famílias que passam meses ou até anos rodando pela Austrália de carro. Tanto para quem chega à cidade pelo norte ou pelo sul, a principal estrada de acesso é a M1. A Austrália tem rodovias em ótimas condições, mas é preciso lembrar que lá a mão utilizada é a mão inglesa e nos primeiros dias dirigindo no país você deve redobrar a atenção.

De ônibus
Viajar de ônibus na Austrália é confortável porque as estradas são muito boas e muitas vezes as estradas são compostas de longas retas. O que pesa contra é o valor das passagens, que geralmente é alto, e como as viagens costumam ser demoradas, muitas vezes o custo-benefício de uma viagem de avião é melhor.

 

Fonte:

http://guia.melhoresdestinos.com.br/gold-coast-172-c.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado