Frankfurt – Alemanha

Frankfurt é um destino visto por muitos como um ponto de chegadas e partidas na Europa, apenas. E muito dessa ideia equivocada se deve à excelente posição geográfica da cidade e grande centro financeiro no Velho Continente, um hub que recebe voos diretos das mais diversas partes do mundo, inclusive do Brasil.

O que muitos não sabem, no entanto, é que a maior cidade do estado de Hesse, a quinta maior da Alemanha, é um centro turístico que vale a pena demais ser explorado, cheio de excelentes museus, belas paisagens — especialmente às margens do Rio Meno, que corta a cidade —, restaurantes com comida local deliciosa, farta e barata, bares que servem o famosoApfelwein ou Äppelwoi (espécie de sidra) e muito mais.

Quando ir a Frankfurt:

Frankfurt é uma cidade cheia de possibilidades e a escolha da melhor temporada de estadia por lá vai depender das intenções de cada viajante. O inverno, por exemplo, é bem frio, com temperatura mínima média de -1°C em dezembro. Apesar disso, a época é uma das que mais atraem visitantes devido aos Mercados de Natal com comidas típicas, bebidas e uma bela decoração.

Se você optar pelos meses de novembro a fevereiro na cidade alemã, não se esqueça de levar um bom casaco — de preferência para frio e chuva —, roupas de baixo (as chamadas segunda pele), toucas, luvas e cachecois. Sapatos e meias apropriadas também são importantes, pois mantêm os pés sempre aquecidos.

Já no verão, você provavelmente precisará de roupas mais leves e também vai aproveitar uma temporada bem animada, com uma série de eventos acontecendo por toda a cidade. O Festival da Sidra de Frankfurt, o popular vinho de maçã conhecido localmente como Apfelwein, em agosto, é um deles. Mais informações sobre a edição de 2016.

Como chegar a Frankfurt:

De Avião:

Voos diretos e com conexões partem diariamente das principais capitais brasileiras com destino a Frankfurt. A companhia aérea LATAM, por exemplo, promove voo direto partindo de São Paulo, já a Lufthansa oferece voos diretos de São Paulo e também do Rio de Janeiro. As demais companhias oferecem voos com conexões na Europa, como a KLM (em Amsterdam) e a Ibéria (em Madri).

De Trem: Dependendo do ponto de partida na Europa, talvez seja mais vantajoso chegar em Frankfurt de trem. Uma economia de dinheiro (quando a passagem é adquirida com antecedência) e tempo, pois desse modo não é preciso chegar na estação com horas de antecedência do embarque, além do fato de que a estação central de Frankfurt fica situada no centro da cidade, facilitando bastante em termos de deslocamento para o seu hotel.

De Ônibus: Uma opção barata e bastante indicada para quem dispõe de mais tempo é a viagem de ônibus. Empresas como a Eurolines, por exemplo, são seguras e promovem viagens partindo de várias localidades da Europa.

De Carro: Chegar de carro em Frankfurt pode ser uma excelente opção se você já se encontra no continente. Porém, locomover-se de carro pode não ser uma boa ideia devido aos estacionamentos, que não costumam ser baratos. Além disso, a parte turística da cidade está concentrada no centro, portanto, o deslocamento pode ser feito a pé ou com o auxílio do excelente transporte público.

Onde ficar em Frankfurt:

Frankfurt é uma cidade que oferece opções de hospedagem para todos os gostos. São hotéis de grandes redes — dos luxuosos aos mais simples —, pousadas do tipo bed & breakfast, albergues e também apartamentos de temporada, ideal para aqueles que não curtem muito o ambiente e o ritmo de um hotel.

Os preços também variam de acordo com o tipo de acomodação e também a temporada escolhida na maior cidade do estado de Hesse. A dica para os que desejam economizar é evitar períodos como o do verão, mais concorridos, ou então fazer a reserva com certa antecedência para garantir preços mais em conta.

Altstadt: centro antigo, na tradução para o português. Ficando hospedado nessa região, o visitante estará a uma curta distância a pé de pontos turísticos como a Praça Romer, a Catedral de São Bartolomeu de Frankfurt (Dom), entre outros.

Innenstadt: uma região altamente agradável para quem desejar ficar bem localizado. Aqui encontram-se a área de compras mais famosa de Frankfurt, a Zeil, a praça Hauptwache e a Ópera de Frankfurt. Quem se hospeda na região provavelmente fará pouco (ou nenhum) uso de transporte público.

Bahnhofsviertel: a região da Hauptbanhof, a estação central de trens, também é conhecida como o paraíso em Frankfurt quando o assunto é sexo. Isso porque a área está cheia de sex shops, clubes para adultos e muitos bares. Portanto, os que desejam ficar em áreas mais tranquilas da região podem optar pela Kaiserstraße, cheia de lojas, restaurantes e muito próxima das principais atrações.

O que fazer em Frankfurt:

Frankfurt ou Frankfurt am Main (Frankfurt no rio Meno) é uma cidade que oferece opções diversas para aqueles que a visitam. E a boa notícia é que a maioria das principais atrações encontram-se bem próximas umas das outras, o que é excelente, principalmente para aqueles que dispõem de pouco tempo.

 

Basta observar o mapa de pontos turísticos para ficar totalmente convencido a calçar um par de sapatos confortáveis, tênis, de preferência, e aproveitar as caminhadas entre um ponto turístico e outro. Entre eles, excelentes museus — vários deles situados às margens do Meno, como o Stadel — igrejas belíssimas e cheias de história, a exemplo da Basílica de Frankfurt (Kaiserdom) e arranha-céus como a Main Tower, de onde se tem uma vista de tirar o fôlego.

Dicas de Frankfurt:

Visto: Cidadãos brasileiros não precisam de visto de turismo para permanência por até 90 dias na Alemanha e em outros países-membros do Acordo Schengen (Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Islândia, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Países Baixos, Polônia, Portugal, República Checa, Suécia e Suíça), porém, no momento do desembarque, serão exigidos passaporte válido e outros comprovantes, como passagem de ida e volta, comprovante de recursos financeiros, seguro-saúde válido em todos os países-membros do acordo, entre outros.

Consulado Geral do Brasil em Frankfurt: O telefone de emergência do Consulado pode ser acionado em casos excepcionais e de comprovada emergência, como morte, prisão, roubo de documentos de viajantes, vítimas de violência e maus tratos e internação hospitalar grave: (+49) 176-9316-1531.

Segurança: Em geral, Frankfurt é uma cidade bem tranquila para turistas, tanto de dia quanto à noite. A dica de segurança, nesse caso, é só tomar cuidado com pertences de valor como câmeras, celulares, bolsas e carteiras em áreas muito turísticas ou movimentadas. Isso porque batedores de carteira são muito comuns em toda a Europa, portanto, não custa nada ficar atento!

Gorjeta: Não é obrigatório, mas é de bom tom que o cliente reserve de 5% a 10% para o prestador do serviço em restaurantes da cidade. Funcionários de hotéis também costumam receber um “algo mais” pelo trabalho realizado: de 1 € a 3 € para o carregador de malas, de 3 € a 5 € para o funcionário que faz a limpeza do quarto e de 10 € a 20 € para o concierge.

Tours Guiados: Algumas pessoas preferem fazer um tour guiado ao invés de se aventurarem por conta própria. O site oficial do turismo em Frankfurt listou os seis tours mais procurados na cidade.

Mas se os preços dos tours sugeridos acima forem meio salgados, a nossa dica é o Free Alternative Walking Tour. Em duas horas e meia de caminhada, estudantes da cidade apresentam os principais pontos de uma maneira divertida. O tour em si é gratuito, porém é elegante reservar uma gorjeta para o guia, no final.

O tour acontece em inglês e espanhol e o grupo sai todos os dias, às 14h, da esquina da Kaiserstraße/ Moselstraße em frente ao Gold-Exchange. Informações completas aqui.

Pontos de Informação ao Turista: Nestes endereços é possível adquirir informações confiáveis sobre pontos turísticos, acomodações, museus, transporte e muito mais.

Hauptbanhof (Estação Central de Trens)  aberto de segunda a sexta, das 8h às 21h, sábados e domingos, das 9h às 18h;

Römer – também é possível adquirir todo tipo de informação sobre a cidade na famosa praça de segunda a sexta, das 9h30 às 17h30, e aos sábados e domingos, das 9h30 às 16h.

Transportes em Frankfurt

A pé: Se o tempo contribuir, é bem provável que o visitante caminhe bastante em Frankfurt. Isso porque as principais atrações ficam bem próximas umas das outras, além disso, a cidade está bem preparada para pedestres, com calçadas, sinalização e até mesmo placas que indicam direções e distâncias nas áreas mais turísticas. A dica, portanto, é calçar um sapato confortável, ter em mãos um bom mapa ou GPS e aproveitar a estada sem se preocupar tanto com transporte público.

Metrô (U-Bahn): Nove linhas de metrô — U1, U2, U3 , U4, U7, U8 e U9 — circulam todos os dias em Frankfurt, das 4h à 1h. O tíquete individual, válido para uma viagem a ser feita logo em seguida, custa 2,80 € e pode ser adquirido nas máquinas RMV (Fahrkartenautomaten) disponíveis em todas as 87 estações espalhadas pela cidade.

Bicicleta: Se você gosta de pedalar, pode aproveitar para usar a bicicleta como meio de transporte em Frankfurt e, dessa forma, economizar bastante. No sistema conhecido como DB Call a Bike, basta registrar-se nesta página da internet para poder alugar uma das bikes prateadas (com detalhes em vermelho) que ficam em áreas do centro da cidade — como na Hauptwache (foto) — e também am algumas estações de trem.

Noite de Frankfurt

Frankfurt é considerada um dos principais centros financeiros da Europa e pelo fato de receber um grande número de visitantes focados nesse aspecto, a cidade acaba sendo vista por alguns como um destino caro, especialmente se a intenção é curtir a noite.

Apesar disso, a maior cidade da região do estado alemão de Hesse tem opções de divertimento noturno para todos os gostos e bolsos. São tavernas especializadas na famosa sidra (apfelwein), bares que servem excelentes cervejas, isso sem contar com casas noturnas que tocam vários estilos musicais como jazz, música eletrônica, etc.

Bares e Casas Noturnas

A região da Estação Central de Trens de Frankfurt está repleta de bares e outros estabelecimentos voltados para o entretenimento adulto, o que rendeu a ela o título de Red Light District. Já os bares/restaurantes especializados em sidra concentram-se, em sua maioria, no bairro de Sachsenhausen.

Já o distrito de Bockenheim é altamente indicado para os que procuram bares mais baratos (o campus da Universidade fica na região). Enquanto as ruas Bleichstrasse e Zeil são conhecidas por reunirem clubes e casas noturnas do momento.

 

Fonte:

http://goo.gl/idIsRk

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado