Florianópolis – SC

No alto da lista das cidades mais visitadas por estrangeiros, Florianópolis encanta por sua variedade de praias e pela capacidade de agradar todo tipo de público. Não é pra menos! Conhecida como Ilha da Magia, costuma-se afirmar que a capital tem 42 praias, mas há quem diga que esse número é ainda maior. Gosta de pegar uma onda? Pode ir pra lá sem pestanejar! Não gosta de mar agitado e prefere águas calminhas? Pode ir também. A cidade realmente tem todo tipo de praia: desertas, super movimentadas, com dunas, com muito verde, e por aí vai.

Praias

Florianópolis é um lugar democrático quando o assunto é praia: grande, pequena, para surfe, para crianças – tem de tudo. Costuma-se dizer que a Ilha da Magia tem 42 praias, mas os nativos aumentam e falam que esse número é muito maior, chegando a afirmar que são mais de 100 praias. Os números são difíceis de confirmar, mas é certo dizer que as opções são inúmeras e agradam os mais difíceis gostos.

O sul de Floripa tem águas mais limpas e transparentes, mas a região mais badalada e nobre é o norte. Quem quer curtir uma praia com jovens, boa para tomar drinks e conhecer gente pode apostar em Jurerê, uma das mais conhecidas do Brasil. Para a galera do surfe, a Praia Mole é um dos points atuais – além de boas ondas, a praia esbanja beleza.

Os amantes de trilhas e preservação não podem deixar de conhecer Lagoinha do Leste. Apesar de ser uma das praias mais apreciadas e intocadas da cidade, é preciso fazer uma trilha com um pequeno grau de dificuldade. Considere esses fatos antes de sair.

 

Dicas

Quem vai no verão deve estar preparado para grandes engarrafamentos nas ruas de acesso às praias. Uma boa ideia é chegar à praia antes das 9h e sair antes das 15h. A chance de pegar o trânsito numa situação melhor é maior.

Em Floripa, os táxis utilizam taxímetro, mas você pode tentar negociar o preço da corrida.

No verão faz bastante calor em Floripa; por isso, é importante se proteger do sol. No inverno, leve roupas de frio, porque as temperaturas podem ser baixas.

Passeios

Costa da Lagoa

A Costa da Lagoa é um ótimo lugar para passar o dia. Os barcos saem do início da Lagoa da Conceição, vão margeando a costa, e as pessoas podem desembarcar em diferentes paradas. Peça para descer no centrinho, onde a variedade de restaurantes é maior e as atrações, mais próximas.

 

Mercado Municipal

O Mercado Central, como diz o nome, é um lugar para quem quer comprar todo tipo de produto – todo tipo mesmo! Por lá você encontra boxes de pesca, restaurantes, venda de peixes e frutos do mar, e até o comentado Box 32 – que tem o pastel de camarão mais famoso de Floripa.

Ponte Hercílio Luz

A Ponte Hercílio Luz está inativa há mais de 20 anos, mas é o mais importante cartão-postal da cidade. Utilizada para ligar a ilha ao continente, ela foi inaugurada em 1926. Atualmente, o estado de preservação desse ponto turístico é motivo de preocupação, mas nos últimos anos a cidade vem investindo para manter a ponte em pé.
Caminhando pela beira-mar, aproveite para ir até a ponte e tirar uma foto. À noite, ela recebe uma iluminação legal, e vale a pena passar por lá.

Gastronomia

Olhando um cardápio em Florianópolis sempre é muito alta a chance de encontrar diferentes maneiras de servir ostras. Isso porque a ilha é a maior produtora de ostras do país, especialmente no sul da capital, no pitoresco bairro de Ribeirão da Ilha. Quem gosta da ideia não pode deixar de conhecer o Ostradamus, um dos restaurantes mais tradicionais da área.

Para quem não vai muito com a cara do molusco, há diversas opções na hora das refeições. Afinal, como cidade praiana de qualidade, Floripa não deixa a desejar nesse quesito. A ilha da magia também é especialista em servir bons peixes e frutos do mar, que, além de abundantes, são fresquinhos em boa parte dos estabelecimentos. Uma visita à Costa da Lagoa é perfeita para os fãs de peixes e camarões.

Quando Ir

Da mesma forma que em boa parte dos destinos turísticos do nosso país, é no verão que a coisa acontece. Em Floripa, o turismo está voltado para as praias e é nessa época, também, que a água está na sua melhor temperatura. Portanto, se você não é surfista e não quer entrar num mar gelado, não vá no inverno.

É bom lembrar, no entanto, que no período de férias – principalmente depois do Natal, até o início das aulas – são constantes os engarrafamentos no horário de saída de praia. Uma boa alternativa para amenizar os efeitos do trânsito é conhecer a Ilha da Magia em fevereiro e março, quando o público já é menor, mas a água ainda é agradável.

Referências

http://guia.melhoresdestinos.com.br/florianopolis-65-c.html

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado