Barcelona

Não seria exagero algum afirmar que Barcelona – a segunda maior cidade da Espanha, capital da Catalunha – é um destino turístico completo. E não é para menos. Afinal, o que diria você de uma cidade riquíssima do ponto de vista arquitetônico, repleta de ruazinhas charmosas e pra lá de animadas, praças, museus interessantes, monumentos, belas praias, bons restaurantes, vida noturna agitada e muito mais?

E falar das belezas de Barcelona, de arquitetura, e não mencionar o gênio Antoni Gaudí é algo praticamente impossível. Isso porque entre os principais feitos do famoso mestre estão nada mais nada menos do que a imponente catedral da Sagrada Família, um dos símbolos da cidade, além da Casa Batló, o Parque Güell, a Casa Milà (“La Pedrera”), entre outros.

Quando ir a Barcelona

“Qual a melhor época do ano para ir a Barcelona?” Esta, com certeza, é uma das perguntas mais frequentes, feita por viajantes que estão pensando em se aventurar na capital da Catalunha.

Mas a verdade é que a cidade oferece opções de entretenimento ao longo de todo o ano, até mesmo no inverno que, para nós brasileiros, acaba sendo bastante rigoroso.

Barcelona foi agraciada com um clima mediterrâneo e os períodos mais indicados para quem vai em busca de dias agradáveis, é de maio a junho e de setembro a outubro.

Saindo do Aeroporto El Prat

Ônibus

Aerobus A1: são muito utilizados por turistas que chegam a Barcelona. O A1, por exemplo, parte cada cinco minutos do terminal T1 (no térreo, siga as placas) com destino à Plaça de Catalunya. Até a famosa praça – super central e a poucos passos da rua La Rambla – são 35 minutos de viagem. A passagem custa €5.90 e pode ser paga em dinheiro para o próprio motorista/staff (troco para notas de até €20) ou nas máquinas que ficam ao lado do ponto dos ônibus, no aeroporto.

Aerobus A2: destinado aos passageiros que desembarcam no terminal T2 (no térreo, siga as placas). O ônibus parte a cada dez minutos com destino à Plaça de Catalunya. A passagem custa €5.90 e pode ser paga em dinheiro para o próprio motorista/staff (troco para notas de até €20) ou nas máquinas que ficam ao lado do ponto dos ônibus, no aeroporto.

Táxis

Podem não ser a maneira mais barata de deixar o aeroporto em direção ao centro da cidade, a não ser que você esteja carregando um volume grande de bagagens ou possa dividir a conta com outras pessoas (até porque há um acréscimo de 4.20 euros para corridas que saem do aeroporto). Táxis oficiais se encontram na saída do desembarque, nos dois terminais.

Trem

Do aeroporto é possível pegar um trem para o centro de Barcelona e também para outras cidades da Catalunha. E dependendo da localização do seu hotel, essa opção pode ser melhor do que o ônibus. Da estação Aeroport até a estação Passeig de Gràcia são 27 minutos de viagem e a passagem individual custa €4.10.

O que fazer em Barcelona

Prepare o espírito e não se esqueça de levar “na mala” uma dose extra de disposição, pois Barcelona é uma cidade de múltiplas possibilidades. Um destino onde o visitante encontra excelentes museus, monumentos, belas praças, igrejas, praias, restaurantes, bares, casas noturnas e mais uma série de opções.

Basílica de La Sagrada Família

São, ao todo, oito torres, cada uma delas representando um apóstolo, porém, mais dez serão entregues quando a obra for concluída. E se o exterior impressiona pela suntuosidade e riqueza de detalhes, o interior não deixa por menos, principalmente na grande ideia de Gaudí em criar uma “floresta de colunas”, estruturas que se assemelham a árvores, além, é claro, da beleza dos vitrais.

Basílica de Santa Maria del Mar

Em um dos bairros mais interessantes de Barcelona, o El Born, se encontra a belíssima igreja que também é conhecida como a Catedral do Mar e Catedral de La Ribera. Em estilo gótico catalão, a igreja começou a ser erguida em 1329 e foi concluída 57 anos mais tarde, em 1386. Tempo considerado recorde para a época, em se tratando de construções do tipo.

Camp Nou

Durante o tour (Camp Nou Experience), você vai conhecer o museu do Barça, interativo e com um acervo interessantíssimo, além de outras dependências do estádio, como a sala de imprensa, a capela, o túnel dos jogadores, a arquibancada, entre outros. Em média, a visita tem uma duração de 1 hora e meia, lembrando que no local o visitante ainda encontra uma loja fantástica, cheia de produtos com a marca do Barça, restaurantes e lanchonetes.

Compras em Barcelona

Se você é daqueles viajantes que curtem umas boas comprinhas, Barcelona, com certeza, não irá decepcioná-lo. Isso porque na capital da Catalunha o turista encontra uma quantidade enorme de lojas de rua – as mais diversas marcas, como Zara, Margo, Benetton, Fnac – além de lojas de departamentos como a famosa El Corte Inglés e até um ônibus exclusivo que conduz os “shopping maníacos” pelas principais áreas de compras da cidade!

Não quer, por nada neste mundo, perder a época de promoções? Então, visite a cidade na época das famosas rebajas, períodos do ano em que os preços de vários produtos simplesmente despencam. Uma excelente oportunidade para quem deseja comprar roupas, sapatos, acessórios, entre outros produtos.

As rebajas acontecem em dois períodos do ano, começam em janeiro – na altura da segunda semana – e vão até fevereiro (inverno), e também ocorrem de julho até agosto (verão).

Já os que curtem uma boa feira ou mercado não devem deixar de visitar dois pontos importantes da cidade, o mercado La Boqueria, que fica na Rambla, e o Mercado de São Miguel. Dois lugares fantásticos onde é possível comprar comida fresca – bom para os que estão hospedados em apartamentos de aluguel e preferem cozinhar – ou experimentar as delícias servidas pelos bares de tapas locais.

Dicas de Barcelona

Visto

Cidadãos brasileiros não precisam de visto de turismo para permanência de até 90 dias na Espanha e em outros países-membros do Acordo Schengen (Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Islândia, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Países Baixos, Polônia, Portugal, República Checa, Suécia e Suíça).

Porém, no momento do desembarque, serão exigidos passaporte com validade de pelo menos 6 meses e outros comprovantes como passagem de ida e volta, comprovante de recursos financeiros, seguro-saúde válido em todos os países-membros do acordo, entre outros.

Veja abaixo um trecho extraído do Portal Consular do Itamaraty, sobre o tema recursos financeiros:

Os turistas devem dispor, por dia e por pessoa, de quantia de EUR 68,00 – equivalente a 10% do salário mínimo local – , com o total de no mínimo EUR 570,00 – 90% daquele salário – por pessoa; devem provar a posse desses recursos exibindo fisicamente o numerário ou apresentando cheques certificados, cheques de viagem, cartas de pagamento ou cartões de crédito (de forma a convencer o agente de imigração de que os recursos serão efetivamente retirados em instituição bancária local), documentos estes acompanhados de extratos de conta expedidos recentemente pelo próprio banco, não sendo aceitos extratos obtidos via Internet.

O turista deve também apresentar prova de que regressarão ao Brasil ou viajará para terceiro país, pela exibição de bilhete aéreo nominal e fechado (sem possibilidade de transferência). 

Segurança

Em Barcelona é preciso ficar muito atento a roubos, pois a cidade está cheia de batedores de carteira que procuram pessoas distraídas nas áreas turísticas. Por isso, tenha muito cuidado com os seus pertences, principalmente bolsas e carteiras, e tente não exibir exageradaente bens materiais como máquinas fotográficas e aparelhos celulares em determinados locais e a certas horas da noite.

O Portal Consular do Itamaraty também aconselha o visitante a andar com a cópia do passaporte na bolsa (com a cópia do carimbo de entrada), no lugar do documento original. “No caso de ser abordado por policial espanhol, deve explicar que deixou o passaporte em lugar seguro por motivo de segurança”, diz o texto do órgão na internet.

No restaurante

A maioria dos bares e restaurantes não inclui a gorjeta na conta final, porém é de bom tom que o cliente reserve ao menos 10% para o prestador do serviço.

SIM – Card

Adquirir um chip pré-pago para uso de telefone e internet não é nada difícil, e muito menos caro. No aeroporto (na saída do desembarque), por exemplo, você compra um sim-card pelo preço de 10 euros e tem direito a internet ilimitada.  Porém, no centro de Barcelona você também vai encontrar uma variedade enorme de lojas onde é possível comprar o seu chip.

Fonte:   http://guia.melhoresdestinos.com.br/barcelona-156-c.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado