Miami

Um dos destinos norte-americanos mais visitados por brasileiros, Miami é também cenário para atrações de peso como museus e construções históricas capazes de justificar alguns dias a mais no roteiro. Mas, de qualquer forma, Miami ainda figura para muitos apenas como passagem para quem sai da região a bordo de cruzeiros pelo Caribe ou a caminho dos parques temáticos de Orlando.

Miami também tem uma animada vida noturna, com excelentes bares, restaurantes e baladas que vão até o raiar do sol, além de opções de esportes variadas, como vela, golfe e wakeboard. Isso para não mencionar a imensa e profunda herança hispânica, já que em muitos lugares o espanhol é mais ouvido que o inglês e é mais fácil achar nativos de Cuba, Porto Rico, Venezuela e Brasil do que americanos anglo-saxões. Não se espante com os números: cerca de 60% da população é de origem latina.


Finalmente, Miami não decepcionará os amantes dos esportes. A cidade (ou seus subúrbios) tem times em todos os principais campeonatos esportivos do país: Panthers (hóquei no gelo), Dolphins (futebol americano), Marlins (beisebol) e os poderosos Heat, da liga NBA de basquete. Estes dois últimos mandam seus jogos nos moderníssimos Marlins Park e American Airlines Arena, respectivamente.

Como Chegar

Há duas companhias aéreas que possuem voos diretos entre Miami e capitais brasileira. Consulte opções com a American Airlines (www.aa.com) e TAM (www.tam.com.br). Já Copa (www.copaair.com) e Delta (www.delta.com) possuem conexões, respectivamente, na Cidade do Panamá  em Atlanta ou Nova York.

O movimentado aeroporto internacional de Miami (MIA, www.miami-airport.com) fica no setor oeste da cidade. Há várias formas de ir dos terminais para seu hotel, mas qual é a mais conveniente ou econômica dependerá de seu destino final, quantas pessoas viajam com você ou do tamanho de sua bagagem. Um táxi é bastante conveniente para quem viaja em grupo e com várias malas, enquanto que um shuttle bus pode ser interessante para viajantes solo com uma pequena mala. Veja as opções:

– Ônibus Airport Flyer: rápido, confortável e barato (cerca de US$ 2.50);

– Ônibus Metrobus: são diversas linhas que ligam o aeroporto a várias regiões da cidade (desde US$ 2);

– Táxi: são, na média, os meios mais caros, mas são convenientes, dependendo do número de passageiros. Uma viagem até South Miami Beach sai por cerca de US$ 25, sem gorjeta. Outros destinos: Coral Gables (desde US$ 14), Doral (US$ 19.30), Fort Lauderdale (US$ 37) e Homestead (US$ 60);

– Airport Link: a linha laranja em forma de arco do MetroRail liga o Miami Central Station (a estação do aeroporto) a South Dadeland, passando pelo Civic Center, Coral Gables e South Miami;

– Shuttle Bus: serviço de traslado em ônibus para a maioria dos principais hotéis da cidade. Um trecho sai a partir de US$ 10 para Coconut Grove. Outros destinos: Coral Gables (US$ 18), Doral (US$ 25), Fort Lauderdale (US$ 37) e Homestead (US$ 60).

 

Como Circular 

Como toda grande cidade grande norte-americana, Miami é relativamente difícil de circular se você não tiver um carro. Em certos bairros até mesmo as calçadas somem e nenhum ônibus está a vista. As opções então são alugar um carro ou apelar para táxis. A primeira opção é interessante, sendo relativamente barata e lhe dando boa flexibilidade para conhecer regiões mais distantes. As ruas são bem sinalizadas, estacionamento, por vezes, é um estorvo, e o trânsito é um pouco agressivo em certas áreas.

O sistema de trem urbano Metrorail (duas linhas) e os ônibus Metrobus cobrem boa parte do centro da cidade e vão a parte dos principais pontos turísticos. O bilhete simples custa US$ 2, contando ainda com passes de um dia, semanais e mensais. Uma forma interessante de circular por Downtown é o Metromover, um “bondinho” grátis e que possui três linhas circulares.

Onde Ficar

Downtown Miami e Little Havana – ótima localização para quem quer ficar próximo à bons restaurantes, aos principais pontos turísticos ou vem a negócios. Há hotéis luxuosos, como o Intercontinental e o Fairmont Turnberry Isle Resort & Club, mas também estabelecimentos com boa relação custo-benefício próximos ao Bayside Marketplace.

Em South Beach você encontrará alguns dos mais bacanas e requintados hotéis-butique da cidade, muitos instalados em antigos edifícios art déco, marcados por ambientes decorados de forma arrojada. A oferta é ampla e descolada, próxima a alguns dos melhores restaurantes da cidade. Recomendado para casais, solteiros, LGBT, foodies e trendies.

Key Biscaine – vistas para o mar inesquecíveis, muito glamour, um certo ar sorridente e alguns dos hotéis e restaurantes mais disputados da Flórida. Para os milionários ou para quem passar a semana como um.

Coral Gables – um endereço elegante, sem a ostentação e luzes (por vezes um tanto cafonas) de South Beach. Aqui há hotéis tanto para executivos como para aposentados.

Keys – oferta múltipla, de albergues para jovens e casinhas simples para pescadores a resorts elegantérrimos para quem quer estacionar seu iate ou vai mergulhar. Key West é um bom destino para quem quer ter um gostinho de Caribe sem gastar muito, mas também conta com estabelecimentos cinco estrelas.

Onde Comer 

Miami conta com ótimos restaurantes das mais variadas especialidades. De um simples hambúrguer em uma lanchonete transada a uma elegante casa francesa estrelada as opções cobrem todo tipo de paladar, profundidade dos bolsos e vontade de impressionar o parceiro. Fora a tradicional oferta de restaurantes que servem sushi, pizza, comida chinesa ou grelhados, Miami ainda contam pequenas surpresas especializadas em pratos peruanos, tailandeses, indianos, kosher e espanhóis. Isso para não falar da comida fusion internacional, com fortes influências latinas e caribenhas.

Há boas casas em South Beach, Downtown e Coral Gables, mas mesmo em áreas menos “turísticas” como Doral e North Miami você se surpreenderá com a boa oferta. No Centro estão as melhores opções para quem quer pescados, enquanto que em Little Havana você provará especialidades como lechón ao mojito (leitão marinado em rum e limão) e carne assada, sempre acompanhados de arroz, feijão preto, banana e mandioca frita. Se quiser uma cozinha cubana com leituras mais modernas, procure as novidades de South Beach. O serviço varia do atencioso ao desleixado, quase arrogante, tanto em restaurantes como em bares, mas costuma ser aceitável.

Downtown Miami

Downtown Miami passou recentemente por um renascimento. Embora a região tenha sido sempre um importante centro financeiro, conferindo a Miami o apelido de “Capital da Américas”, ela também se tornou recentemente uma área gastronômica muito popular. Downtown atrai visitantes que procuram fechar um negócio ou estabelecer novas relações com uma refeição sofisticada. Você verá alguns restaurantes sofisticados de Miami servindo pratos requintados de sushi, carne e muito mais, bem como pequenos lugares badalados entre os arranha-céus.

Coral Gables

Coral Gables é há muito tempo uma região popular entre os visitantes que procuram férias luxuosas e descontraídas para jogar golfe e fazer compras em butiques enquanto apreciam a história e a arquitetura dessa bela cidade. Os residentes adoram Coral Gables para saborear um farto jantar italiano ou tomar um café ao ar livre com os amigos. Essa região é repleta de famílias, jovens profissionais e estudantes universitários da Universidade de Miami.

Coconut Grove

Coconut Grove tem uma vibe descontraída e boêmia que é óbvia nas lojas da moda e na marina cheia de veleiros situada nas proximidades. Explore a gastronomia dessa região para sentir o gosto do charme à beira-mar. Coconut Grove é repleta de cafés na calçada rodeados por um exuberante paraíso verde.

Outras opções de jantar incluem o Panorama Restaurant and Sky Lounge, um restaurante situado na cobertura de um hotel. Há também restaurantes no CocoWalk, o shopping da região, restaurantes descontraídos à beira-mar onde você pode experimentar delícias do Caribe, como bolinhos e bebidas com frutas tropicais.

Design District , Wynwood e Biscayne World

Cozinhar é uma arte. Deixe que provem isso para você nos mais badalados bairros artísticos de Miami. The Design District, Wynwood e um universo que está desabrochando no Biscayne Boulevard provam que gastronomia e design podem perfeitamente andar lado a lado.

O Design District é um elegante parque de diversões para consumistas. Os restaurantes do Design District são uma deliciosa pausa depois de passar o dia inteiro conferindo as butiques de luxo.

O universo artístico de Miami ganhou fama por seu próprio mérito em Wynwood, uma região que continua a crescer e desenvolver-se à medida que mais artistas e galeristas se mudam para lá para trabalhar e morar. Cafeterias modernas, restaurantes em meio à arte de rua e restaurantes conceituais fazem dele um bairro gastronômico distinto.

Biscayne Boulevard se estende por quase 200 quarteirões. Um trecho que vai da NE 40th St. à NE 70th tornou-se um ponto de encontro gastronômico para chefs independentes que desenvolvem conceitos culinários únicos. Experimente o restaurante Blue Collar, por exemplo.O chef e proprietário Daniel Serfer serve pratos caseiros deliciosos com ênfase nas carnes favoritas, como costelas. Ele leva seus legumes a sério também.

Compras

Este é o principal objetivo da maioria dos turistas brasileiros que chegam a Miami. Não é para menos: a mistura de grifes famosas, conforto e comodidade nos shoppings, outlets e malls, ótimos preços e descontos tentadores deixam até o menos consumista dos viajantes pronto para gastar umas boas horas pelos intermináveis corredores dos centros de compras. De repente, até um simplório Wal Mart tem ótimas ofertas.

Bayside Marketplace

Em frente à bela Baía Biscayne e rodeado por uma paisagem urbana espetacular — incluindo o Porto de Miami e a Arena AmericanAirlines — o Bayside Marketplace combina compras e prazer à medida que varejistas nacionais dividem o espaço com um comércio culturalmente característico e entretenimento ininterrupto. Mais de 150 lojas incluem grandes nomes como Gap, Wet Seal e Victoria’s Secret, enquanto pequenos carrinhos e quiosques vendem peças de artesanato e souvenirs locais, bijuterias exóticas, artigos de couro e itens de presente do mundo inteiro. Uma praça ao ar livre é um convite para caminhar e relaxar entre as compras, onde os consumidores fazem uma pausa para apreciar performances e concertos de rua e admirar a impressionante vista da orla.

Entretanto, experiência do Bayside continua mesmo depois que as compras terminam. Além de um imenso Hard Rock Cafe, o Bayside oferece excelentes restaurantes de frutos do mar, carnes e cozinha latina, e ainda diversos lugares para saborear um rápido capuccino ou um sorvete, ou para um drink de frutas demorado ao lado da baía. Em seguida, aprecie o luar a bordo de um dos vários barcos turísticos e de festas que saem de Miamarina.

Mary Brickell Village

Em Downtown Miami, você encontra o Mary Brickell Village, cujos pátios em três tons têm fileiras de lojas, restaurantes e bares. A tranquilidade pode fazer você esquecer que a Brickell Avenue, a capital financeira da América Latina, está a apenas um quarteirão de distância.

Cocowalk

Coconut Grove foi o primeiro bairro de Miami e permanece um dos mais pitorescos — uma área de frequentes festivais, interminável vida urbana, artistas excêntricos e arte sofisticada. No coração do “the Grove” está CocoWalk, um mercado multicultural. Esse destino de compras, restaurantes e entretenimento ao ar livre parece uma praça de uma cidade europeia no meio da atmosfera tropical de South Florida, e oferece algo a todos.

Lojas exclusivas se aninham entre os favoritos do varejo nacional, como GAP, Cheesecake Factory, Fat Tuesday, Maui Nix Surf Shop, Edward Beiner Eyewear e a exclusiva First Flight Out, um espaço de venda e exposições históricas da Pan Am.

Quando o sol se põe, CocoWalk ferve com a música ao vivo e os passeios artísticos, além dos bares e restaurantes para drinks, jantares e sobremesas. Os amantes da sétima arte também podem assistir a um filme no ultramoderno cinema Paragon 13.

 

Shops at Sunset Place

Na cidade de South Miami, ao sul de Coconut Grove próximo à Universidade de Miami, paisagens urbanas coloridas indicam o caminho para dezenas de lojas especializadas no Shops at Sunset Place. Praças espaçosas definem um tom calmo para compras, cinema e drinks. Enquanto os leitores procuram novidades na Barnes & Noble, os fashionistas podem visitar lojas como Armani Exchange, Banana Republic, Urban Outfitters e diversas outras, ou deixar a compra de lado para se divertir na área de entretenimento Gametime, no AMC Sunset Place 24 com IMAX Theatre e no Splitsville Luxury Lanes & Dinner Lounge.

 

Village of Merril Park

Em Coral Gables, o Village of Merrick Park abriga 115 lojas e restaurantes famosos ao redor de um pátio com chafarizes e jardins tropicais; Juicy Couture, Burberry, CH Carolina Herrera e Tiffany estão entre as opções elegantes.

Algumas dicas para não ficar na mão e aproveitar bem as oportunidades:

– Avise sua operadora de cartão de crédito com antecedência ou eles poderão bloqueá-lo. Considere também levar dinheiro em espécie ou usar um cartão de débito para não ter surpresas na fatura e com o IOF;.

– Deixe espaço de sobra na mala ou, se for o caso, compre uma nova por aqui mesmo.

– Leve em consideração coisas como excesso de bagagem, o limite de US$ 500 para produtos acompanhados, se os produtos são compatíveis e têm manutenção no Brasil.

– Experimente tudo antes de comprar, pois, obviamente, não dá para trocar depois.

– Verifique os cartões de desconto dos principais centros de compras. Alguns oferecem alguns bons descontos.

Melhor época para visitar: Durante todo o ano Miami oferece um excelente clima, mas prefira a primavera e o outono do hemisfério norte para ter uma boa mistura de dias mais longos e menor probabilidade de chuva.

Esportes

Apresentando o Miami Marlins

Situado no local do histórico Orange Bowl, no bairro de Little Havana, próximo a Downtown Miami, o novo estádio do Marlins tem 37.000 lugares perto do campo de grama natural. Um sistema sofisticado de cobertura com três painéis de vidro proporciona um ambiente confortável em qualquer clima, deixando a brisa tropical entrar. Também há uma grande praça com entretenimento ao vivo. Projetado pela empresa de arquitetura Populous Inc. como um parque exclusivo para o beisebol, o estádio dos Marlins tem linhas de visão desimpedidas de qualquer assento, permitindo que os fãs acompanhem de perto da ação. No andar dos assentos inferiores (Promenade Level), você pode ter uma visão completamente aberta e desobstruída do campo de beisebol de qualquer ponto. Além disso, uma divisória móvel no campo esquerdo mostra um panorama espetacular de Downtown Miami.

Os grupos de torcedores do Marlins podem reservar La Playa, uma área com assentos e longe privativos que inclui acesso a uma piscina atrás da divisória do campo esquerdo. Você pode relaxar com a família e os amigos e assistir ao jogo de beisebol da piscina, do bar ou dos assentos no nível do campo para usufruir da derradeira experiência de torcedor. O novo estádio do Marlins é o último capítulo na extensa história esportiva de Greater Miami. Esta é verdadeiramente uma das melhores cidades no mundo para assistir aos jogos de suas equipes profissionais ou universitárias preferidas, ver grandes atletas bem de perto e aproveitar seu passatempo favorito. Confira aqui mais de perto a vida esportiva em Greater Miami.

O Heat, Dolphins, Golfe, Tênis e  Nascar

O caso mais emblemático dos últimos anos nos esportes profissionais foi a ascensão notável do  Miami HEAT. Liderado pelos seus “três reis”, LeBron James, Dwyane Wade e Chris Bosh, o HEAT cativou o público da Eastern Conference da NBA (National Basketball Association) em 2011. O Heat — que já tem o campeonato da NBA de 2006 em seus créditos — estão buscando reconquistar esse título. Seus jogos no AmericanAirlines Arena de 20.000 lugares em Biscayne Bay, Downtown Miami, são os ingressos mais cobiçados para um evento esportivo na cidade. Ao norte, o  Miami Dolphins da National Football League joga no Sun Life Stadium, perto da Dan Marino Boulevard, facilmente acessível de qualquer lugar em South Florida. O Dolphins busca voltar às finais mais uma vez. Afinal, o ‘Fins ainda é o único time da NFL a fechar uma temporada perfeita, com 17-0 e uma vitória no Super Bowl em 1972.

 

As estrelas de outros esportes também brilham em Greater Miami.

No famoso campo de golfe Blue Monster do Doral Golf Resort & Spa são feitos os  Campeonatos Mundiais de Golfe – o Campeonato da Cadillac em Doral é o evento do PGA Tour realizado continuamente há mais tempo na Flórida. No tênis, as maiores estrelas mundiais se encontram em Key Biscayne anualmente para o Sony Open. A cerca de 50 km ao sul de Downtown Miami, o Homestead-Miami Speedway é um dos principais autódromos do circuito de NASCAR, com 65.000 lugares e muito espaço para os amantes do automobilismo acompanharem a corrida de perto.

Campeonatos e Equipes Universitárias 

Desde 1935, Miami sedia o Orange Bowl, coroando muitos campeões do futebol americano universitário. Agora, realizado no Sun Life Stadium, o Discover Orange Bowl é um dos famosos jogos da Bowl Championship Series. Os fãs do esporte universitário também torcem pelo University of Miami Hurricanes, que há décadas conquista os títulos nacionais de futebol americano, beisebol e muitos outras modalidades esportivas. Além disso, a Universidade Internacional da Flórida oferece fortes emoções com seus times de futebol americano e basquete do Golden Panthers competindo na Sun Belt Conference.

 

Referências:

http://portugues.miamiandbeaches.com/

http://viajeaqui.abril.com.br/cidades/estados-unidos-miami

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado