LOS ROQUES


Enquanto o avião se prepara para o pouso em Los Roques, os turistas grudam na janela para ver a incrível mudança de cor em meio ao Mar do Caribe. Do alto, entendemos rapidamente o porquê deste arquipélago venezuelano ser tão especial. O mar escuro e profundo de uma hora para outra se transforma em uma imensa piscina com infinitos tons entre azul e verde. Protegido por barreiras de corais, Los Roques tem uma formação raríssima de atol, pouco encontrada entre os mais belos destinos do Caribe. É um lugar de beleza intensa, repleto de vida e cenários que parecem saídos do paraíso.

Pergunte a um morador de Los Roques qual a praia mais bonita do arquipélago. A chance é enorme de você ouvir como resposta um sonoro “todas elas”. E eles não estão errados, muito menos exagerando. O arquipélago de Los Roques, com mais de 350 formações entre ilhas, ilhotas e bancos de areia, é capaz de causar comoção entre os turistas. Impossível não se deslumbrar ao ver cenários como os de Cayo de Água, Carenero e Sebastopol, ao se deparar com um banco de areia em meio ao mar colorido.

O que fazer em Los Roques

Facilmente comparável a um pedacinho do paraíso, Los Roques encanta pela simplicidade aliada à extrema exuberância do mar. O arquipélago é destino para quem busca belezas naturais capazes de emocionar, mas não só isso! Los Roques conquista os visitantes também com a excelente gastronomia, o vento constante que permite belas manobras no kitesurfe; a rica vida marinha que atrai os amantes de mergulho e os fãs de pesca; e um pôr do sol digno dos melhores destinos do mundo. Sem contar, claro, o deslumbrante mar colorido que acompanha os turistas durante todos os dias da viagem e oferece atividades que vão além da imaginação! Por isso, aproveite cada segundo para curtir intensamente Los Roques. Podemos garantir que a saudade na volta será grande.

Visite várias ilhas e praias  

Não há porque negar, quem visita Los Roques está mesmo é em busca de muito sol e mar. E nenhum dos dois faltará nessa viagem. O arquipélago de Los Roques é repleto de ilhas, bancos de areia, mangues e corais e capazes de agradar a todos os viciados em praias. Apesar do mar do Caribe estar presente em todas elas, cada cantinho de Los Roques tem características especiais que merecem ser conhecidas. E é tentadora a variedade de passeios oferecidos. Sendo assim, prepare-se para uma maratona de porções de areia.

A variedade de ilhas é grande e para chegar a cada uma delas será necessário escolher entre um passeio com a Cooperativa de Transporte Turísticos de Los Roques, um barco particular ou mesmo o barco da pousada.

Como chegar em Los Roques

Chegar em Los Roques não está entre as etapas mais fáceis da viagem para quem deseja conhecer esse paraíso. É preciso paciência, organização e até um certo grau de sorte na hora de embarcar para o arquipélago venezuelano. As etapas serão muitas até que o seu avião pouse na pista à beira-mar no povoado de Gran Roque. E para ajudar nessa tarefa, vamos detalhar todos os passos sobre como chegar em Los Roques.

Voo para Caracas

As principais companhias aéreas para quem deseja sair do Brasil até Caracas são a Copa Airlines (com conexão na Cidade do Panamá, no Panamá ou Bogotá, na Colômbia) e a Avianca (com conexão em Bogotá, na Colômbia ou Lima, no Peru). As duas companhias aéreas oferecem voos a partir de várias cidades brasileiras, porém nos dois casos será obrigatória uma conexão. Para quem está na região norte, uma terceira opção é o voo da Avior, que parte de Manaus e faz conexão em Barcelona (Venezuela) e segue para Caracas. Contudo, os voos da Avior não são operados regularmente.

Voo para Los Roques 

A compra da passagem de Caracas para Los Roques é um dos motivos que mais gera dor de cabeça entre os viajantes. São pouquíssimas as companhias aéreas que operam o trecho até o Aeroporto de Los Roques, os aviões são de pequeno porte (em média apenas 12 passageiros), os horários são bem limitados, as passagens só estão disponíves para compra um mês antes da viagem (prazo variável) e os tíquetes não podem ser adquiridos diretamente no site da companhia aérea.

Voar no mesmo dia para Los Roques ou pernoitar em Maiquetía?

As companhias aéreas que fazem voo até Caracas não realizam o trecho para Los Roques. Por isso, não há a possibilidade de fazer a compra casada dos dois voos. Antes da compra das passagens, será necessário decidir se os voos serão em sequência (no mesmo dia) ou se a preferência é por pernoitar em Maiquetía (cidade onde está o Aeroporto Internacional) e fazer o voo para Los Roques apenas no dia seguinte. Essa decisão é muito importante, especialmente porque será necessário coordenar o horário dos dois voos para que nada dê errado e você não perca o segundo avião.

 

Quando ir a Los Roques

Os dias de sol sempre reinam no arquipélago de Los Roques. A região, localizada no Caribe venezuelano, tem clima estável, pouca chuva, mar com temperatura extremamente agradável e está fora da rota de furacões do Caribe. A estabilidade de clima torna Los Roques um excelente destino a ser visitado sempre!

A temperatura durante o ano todo em Los Roques varia muito pouco, sendo o período mais quente entre junho e outubro (com média de 28°C) e o mais frio entre dezembro e março (com média de 26°C). A chuva também atinge muito pouco a região e os longos períodos de estiagens são um grande problema para o arquipélago, que sofre com o constante racionamento de água. Os meses mais chuvosos são novembro e dezembro, porém é tão baixo o índice pluviométrico que as chuvas não chegam a atrapalhar os passeios. Quase sempre ela cai em formato de grandes e rápidos temporais, bem ao estilo chuvas de verão. A temperatura da água do mar também sofre pouca variação ao longo do ano, atingindo a máxima de 28°C nos meses mais quentes e 25°C no período mais frio (fevereiro). Uma delícia durante todo o ano!

Onde ficar em Los Roques

Los Roques é um destino caribenho bastante peculiar. Ele não oferece resorts de luxo, grandes redes hoteleiras internacionais ou mesmo hospedagens padrão diamond. Ao invés disso, o arquipélago de Los Roques é repleto de lindas pousadas intimistas com atendimento personalizado. Há, inclusive, o risco dos hóspedes saírem de lá considerando o dono da pousada como melhor amigo. É o tipo de destino onde rapidamente você se sentirá em casa, até porque é assim que muitas pousadas irão te receber, como se você fosse de casa! Seja bem-vindo a Los Roques e aproveite o aconchego desse incrível destino do Caribe.

 

Como escolher uma pousada em Los Roques

As opções de hospedagem em Los Roques estão concentradas na ilha de Gran Roque, principal povoado da região e onde está grande parte dos moradores. A ilha vive praticamente do turismo. Você poderá escolher entre dezenas de opções de pousadas que vão de casas de moradores a espaços um pouco mais refinados e de frente para o mar. Os preços são capazes de agradar a todos os bolsos. As pousadas têm diárias que variam de USD 30 a USD 250 por pessoa. Não vincule os altos preços ao luxo e nem os baixos preços a lugares desagradáveis. Nenhuma pousada em Los Roques oferece instalações luxuosas e as mais simples têm excelente relação custo/benefício.

Pontos turísticos de Los Roques

Los Roques é o típico destino para amantes de praia, onde tudo gira ao redor do assunto. Você poderá praticar esportes nas praias, mergulhar com snorkeling ou cilindro no mar, relaxar em uma sombra na areia ou experimentar algumas iguarias pescadas apenas alguns minutos antes. Não há como negar: os principais pontos turísticos de Los Roques são mesmo as praias e ilhas do arquipélago. E se você é amante das belas porções de areia pelo mundo, certamente nem sentirá falta de museus, grandes prédios, shoppings ou outras atrações comuns em muitos outros destinos.

Boca de Cote

O primeiro impacto que os viajantes têm ao chegar de avião em Los Roques é marcado pela barreira de corais que separa o mar aberto e profundo das águas calmas do arquipélago. A entrada natural que divide Cayo Sal de Cayo Nube Verde é chamada de Boca de Cote. O local é um dos mais belos para mergulho em Los Roques.

Boca de Sebastopol

A variedade de paisagens da Boca de Sebastopol torna este passeio um dos melhores de Los Roques. Ao chegar à pequena faixa de areia que marca esta região, será difícil não se imaginar no paraíso. À frente, você verá uma grande, calma e colorida piscina em vários tons de azul.

Boca del Medio

Localizada em meio à grande barreira de corais do lado leste, a Boca del Medio é um dos melhores pontos de mergulho de Los Roques, tanto para quem deseja apenas curtir com o snorkel quanto para os que desejam praticar o mergulho com cilindro. O local tem água muito transparente, com visibilidade que pode alcançar até 30 m.

Onde comer em Los Roques

Los Roques se revela ainda mais espetacular quando o assunto é gastronomia. A rica vida marinha proporciona momentos inesquecíveis aos turistas que visitam o arquipélago. A tradição da pesca, aliada à cultura trazida por imigrantes italianos donos de pousadas, transformaram a hora das refeições em Los Roques em um verdadeiro evento. Seja no café da manhã, nas praias ou nos jantares espetaculares, você sempre terá uma deliciosa experiência.

Como são as refeições oferecidas pelas pousadas em Los Roques?

O café da manhã nas pousadas é bastante parecido com o que estamos acostumados no Brasil, com café, leite, sucos naturais, frutas, ovos, queijo, presunto, geleia, manteiga, pão, panquecas ou arepas (espécie de bolinho com farinha de milho). Há pousadas que fazem o pão caseiro, outras oferecem a possibilidade de escolher o preparo do ovo. Sempre farta e saborosa, a primeira refeição do dia é servida entre 7h30 e 9h, antes da saída dos passeios de lancha.

Dicas de Los Roques

Preservação do Parque Nacional do Arquipélago Los Roques

Ao embarcar para Los Roques, você deve ter em mente que está viajando para uma área de proteção ambiental, um patrimônio protegido e que deve ser preservado. Portanto, evite cometer qualquer ato que possa prejudicar o ambiente do arquipélago. Não deixe nada nas ilhas e nem leve nada delas. Aliás, é terminantemente proibido levar qualquer “lembrança” de Los Roques, como conchas e corais.
Não jogue lixo nas ilhas e no mar, evite tocar em corais, fique atento ao caminhar pela vegetação (há ovos de pássaros por todos os lados) e, ao mergulhar, não toque em nada. Não aceite o comportamento de alguns profissionais que pegam bichos, como tartarugas, para mostrar aos turistas. Diga claramente que não concorda com a atitude. Ele certamente vai ouvir e, com o tempo, mudar de postura.
Nunca tire as estrela do mar de dentro da água, elas correm sério risco de morte. Evite até mesmo deslocá-las de onde estão dentro da água.
Fique atento para a época correta de consumo de lagosta. A pesca é permitida entre novembro e abril. Evite consumir lagostas fora desse período.
Botutos (caramujos grandes) têm consumo proibido no arquipélago. Você verá várias montanhas de conchas desses animais, do tempo em que o consumo era permitido. Agora não é mais, mas certamente alguém irá oferecer. Não aceite.
Várias ilhas têm a visitação proibida por serem santuários de animais. Infelizmente os turistas não têm como conhecer todos esses detalhes. Caso o seu barqueiro diga que vai te levar a uma ilha que ninguém vai, desconfie e pergunte se a visitação é permitida. Para evitar problemas, visite apenas as ilhas que têm passeios oferecidos pela Cooperativa de Transporte Turísticos de Los Roques, todas permitidas para o turismo. Neste guia, todas as ilhas recomendadas têm visitação autorizada.
Em Los Roques, é muito importante a questão do consumo de água, já que não há fonte de água doce no local. Seja um turista consciente e ajude a economizar! O racionamento é constante.

Geral

A língua oficial da Venezuela é o espanhol. Não é comum encontrar pessoas que falem português em Los Roques, mas eles costumam entender bem. Inglês é falado especialmente nas pousadas maiores, mas não entre os barqueiros.
O padrão de voltagem em Los Roques é 110V e a tomada é de dois pinos retos e paralelos. Algumas pousadas oferecem também tomadas de dois pinos redondos. Lembre-se de levar adaptadores caso os seus aparelhos eletrônicos sejam de padrões diferentes.
Não é comum a falta de luz e não há racionamento de energia em Gran Roque. Algumas pousadas possuem gerador de energia. Eles são muito importantes especialmente para não ficar sem ar condicionado (é realmente muito quente lá). Caso ache que um gerador é fundamental, consulte a sua pousada sobre o assunto.
O fuso horário em Los Roques é uma hora a menos que o horário de Brasília, ou seja, a Venezuela está em GMT -4.

Documentação

Brasileiros não precisam de visto para entrar na Venezuela. Passaporte também não é obrigatório. A carteira de identidade oficial brasileira – RG – é válida para entrada no país. A identidade deve estar em boas condições e com a foto em que a pessoa possa ser identificada. Apesar de não ser obrigatório, viajar com o passaporte é sempre mais seguro. Vale lembrar que, no caso de voos que façam conexão na Cidade do Panamá, o passaporte será obrigatório. E para voos pelos EUA, além do passaporte, será necessário o visto americano.
Não é obrigatória a vacina de febre amarela para quem embarca para a Venezuela, no entanto ela é recomendada. Ainda que o país não exija o comprovante da vacina para entrada, nós recomendamos que todos os viajantes andem sempre com esse documento.

Dinheiro

A moeda oficial na Venezuela é o Bolívar Venezuelano. O país passa por grande instabilidade econômica e o câmbio pode variar muito.Em Los Roques, todos os estabelecimentos operam no câmbio negro. O dólar é amplamente aceito e a cotação varia pouco entre os restaurantes, passeios e serviços.

Não recomendamos o uso do cartão de crédito, porque as operadoras de cartão não seguem a mesma regra de conversão das moedas, o que torna imprevisível o valor da fatura.

Recomendamos o valor mínimo de USD 50 por dia por pessoa durante a viagem. Além desse montante, recomendamos também uma quantia extra em dinheiro que seja suficiente para a compra de uma passagem aérea em caráter de emergência, especialmente por ser arriscado usar o cartão de crédito. A quantia de USD 1000, apenas para emergências, é um bom valor.

Não troque dólar por bolívares no Aeroporto Internacional de Caracas, nem com cambistas e nem nas casas de câmbio oficial. Faça contato previamente com um guia local de confiança e combine o valor a ser trocado.

Não recomendamos a troca de mais de USD 100. Esse valor gera um bolo enorme de dinheiro. Caso você troque muito mais, poderá ter problemas ao passar no raio-x do aeroporto e até mesmo para fazer o dinheiro caber em alguma bolsa.

A gorjeta na Venezuela é de 10% a 15% sobre o valor do serviço. Com a limitação para compra de produtos de higiene, muitos venezuelanos preferem receber produtos como sabonetes e shampoos no lugar da gratificação em dinheiro.

Segurança

Los Roques é uma região extremamente segura da Venezuela. Não há risco de andar sozinho ou ir para as ilhas. O povoado de Gran Roque não costuma registrar furtos ou assaltos. Até mesmo nas praias é possível deixar a bolsa na barraca e seguir passeando tranquilamente. Ainda assim, tenha cuidado com itens pessoais, como passaporte e dinheiro.

No atual momento da Venezuela, não recomendamos que turistas façam tour por Caracas desacompanhados. Caso você deseje passear pela cidade, escolha um guia de confiança.

Caso seja necessário pernoitar em Maiquetía para pegar o voo até Los Roques no dia seguinte, escolha hotéis bem próximos ao aeroporto. O Aeroporto Internacional não está localizado em Caracas, mas sim na cidade de Maiquetía, localizada a 40 minutos da capital Caracas. Se for pernoitar, também recomendamos a contratação de um guia. Vale usar o serviço de transfer do hotel, caso seja oferecido.

Telefonia e Internet

É comum ter sinal de Wi-Fi em Gran Roque. As pousadas quase sempre oferecem internet gratuitamente, mas pode acontecer de o pacote não ser ilimitado e as pousadas pedirem uso moderado ou mesmo desligarem o sinal por alguns períodos do dia.
Na Praça Simón Bolívar, no centro de Gran Roque, há sinal gratuito de internet.

No bar Bora La Mar, ao lado da Igreja, também há internet gratuita, porém bloqueada por senha. Peça um drink e a senha.
Como estamos falando de um arquipélago, mudança de tempo e outros fatores podem afetar a qualidade do sinal da internet. Não confie 100% nele caso precise resolver algo urgente. Melhor resolver ainda no Brasil.

O sinal de telefone é constante, mesmo em algumas ilhas mais afastadas é possível conseguir falar ao celular.
A lan house de Gran Roque vende chip de telefone e pacotes de celular com plano de dados. O valor é bem mais barato que os pacotes do Brasil. A depender da necessidade, vale comprar um chip local. A má notícia é que nem sempre ele está disponível para venda.

Saúde

Nunca viaje para o exterior sem um plano de saúde internacional. Infelizmente, nem tudo em uma viagem é possível de ser previsto.
Em Gran Roque, há uma pequena farmácia que vende itens básicos de higiene e medicamentos. Caso você faça uso de qualquer remédio contínuo, leve na bagagem. Leve também outros medicamentos que possam ser necessários nos dias de estadia, como antitérmico, antialérgico e remédios para diarreia.

Existe um posto de atendimento médico em Grand Roque que, em caso de emergência, poderá ajudar.
Lembre-se de levar um repelente. Ao anoitecer, os mosquitos costumam aparecer com força em Gran Roque.
Só consuma água mineral em Los Roques. Não confie 100% no sistema de tratamento da ilha e evite pedir bebidas com gelo. Evite motivos para uma infecção intestinal.

Não esqueça em nenhuma hipótese o protetor solar. Você passará boa parte do tempo debaixo de sol e em Los Roques ele parece ser ainda mais forte. Caso seja necessário, a farmácia costuma ter o produto, mas com preços mais altos que no Brasil e nem sempre terá a sua marca favorita.
Use roupas com proteção UV, óculos escuro, boné, chapéu e tudo mais que possa ajudar a proteger do sol.
Lembre-se de se manter hidratado, especialmente durante os passeios.

Vestuário

As roupas mais usadas em Los Roques serão os trajes de banho e roupas para se proteger do sol. Na ilha, não há nada chique que exija uma roupa mais elaborada. Roupas frescas, chinelos e sandálias são os itens que reinam no guarda-roupa local. Esqueça sapatos refinados e nada de salto alto! Todas as ruas de Gran Roque são de areia. No máximo, você precisará de uma roupa ajeitada para o jantar na pousada, e olhe lá! Não deixe de levar um casaco leve para a noite. O vento que sopra na praia é daqueles friozinhos e pode ser um pouco incômodo. Um tênis é uma boa pedida, especialmente para andar nas ruas de areia (repletas de cachorros) e para subir ao mirante do farol, onde o caminho é todo de pedra.

Lembre-se de levar um calçado especial para caminhar na água, ele será muito útil, especialmente nas praias onde há grande quantidade de corais.
Cangas e toalhas são muito bem-vindas para os passeios, principalmente para cobrir as cadeiras cedidas pelas pousadas e barcos.

Alimentação

A culinária de Los Roques é bastante familiar ao paladar brasileiro. Você dificilmente estranhará temperos e pratos locais. Mas como quase tudo é à base de peixe e frutos do mar, é importante avisar à pousada caso você tenha restrições para não correr o risco de não ter o que comer.
Se for alérgico a frutos do mar, deixe isso muito claro ao comer qualquer alimento. Tudo na ilha envolve peixes e frutos do mar e a chance de contaminação com alguma coisa que provoque alergia é grande.

As cavas que as pousadas oferecem para levar à praia são bem servidas, porém podem não ser suficientes para pessoas que comem muito. Previna-se e leve alguns petiscos a mais.

Bebidas alcoólicas nem sempre estão incluídas nos pacotes das pousadas, mas elas são comumente encontradas em Los Roques. Não espere uma grande variedade de cervejas, vodkas e vinhos. É tudo bem básico. Caso deseje uma bebida especial, leve do Freeshop.

O que levar para Los Roques

Protetor solar é item básico e obrigatório em uma viagem para Los Roques. O sol pega forte de verdade por lá!
Qualquer item de vestuário que tenha como objetivo proteger do sol será bem-vindo. Roupas com proteção UV são especialmente interessantes para os dias em que se passa muito tempo no mar. Lenços, cangas, saídas de praias, boné e chapéu também ajudam um bocado na proteção.

Equipamentos básicos de mergulho, como máscara e snorkel, serão extremamente úteis. Leve para a viagem e para todos os passeios.
Sapatilhas de neoprene ou similares são extremamente importantes, especialmente para caminhar nas praias e dentro da água. É muito comum na areia ter corais mortos que machucam os pés. Dentro da água, os ouriços também podem ser perigosos. Evite problemas e proteja-se.

Uma bolsa impermeável será de grande valia, especialmente nos passeios de barco. É comum que ondas atinjam os passageiros durante os passeios. E se os seus objetos estiverem sem proteção, eles poderão sair de lá ensopados. Algumas bolsas à prova d’água, do tipo mochila, são excelentes escolhas, já que mantêm as mãos livres para descer e subir dos barcos e também são fáceis de levar nas caminhadas pelas praias.

Câmera fotográfica subaquática será muito útil e bem aproveitada em Los Roques. Vale também investir em um dome (acessório que permite tirar fotos abaixo e acima da linha da água ao mesmo tempo). Lembre-se de levar muitos cartões de memória. Será difícil segurar a mão em Los Roques e as fotos lotam o cartão com muita facilidade.

Uma lanterna pode ser boa escolha para caminhar à noite por Gran Roque e também para o caso de falta de luz. Vale a do próprio celular, mas para não correr o risco de ficar sem bateria, melhor uma lanterna separada.

Esqueça malas muito grandes. Você não precisará de muita coisa em Los Roques. Invista em roupas de praia, tecidos leves e peças simples. Nada de roupas de luxo. Los Roques é um povoado sem extravagância, mas repleto de beleza.

 

Fonte: http://guia.melhoresdestinos.com.br/los-roques-200-c.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado