Fernando de Noronha

O Aquipélago de Fernando de Noronha mexe com o imaginário de muitos brasileiros. O lugar tem fama de ser uma paraíso na Terra, e quer saber? É mesmo. Algumas de suas praias são as mais bonitas do Brasil, a água tem uma coloração incrível e a vida marinha… ah, essa é tão rica que é quase impossível descrever. O mergulho com cilindro é considerado um dos melhores do mundo e, mesmo nas praias, você pode nadar entre pequenos tubarões e tartarugas.  Com 21 ilhas e ilhotas, apenas 17km² e a menor BR do Brasil, há quem duvide que Fernando de Noronha mereça todos os elogios que se ouve, mas é tudo verdade, ninguém exagerou. A beleza do lugar é inquestionável. Quando se fala em natureza, preservação e biodiversidade, o distrito, que pertence a Pernambuco, está de parabéns. Só vendo para crer.

Basta um mergulho pelas águas cristalinas da Baía do Sancho ou um snorkel na Baía dos Porcos para entender a magia de Noronha. As praias recortadas em meio a grandes formações rochosas parecem ter sido desenhadas à mão. A mistura de tons verdes, azuis-claros e escuros do mar são o cenário perfeito para quem busca tranquilidade e um pouco de inspiração. Noronha foi uma base militar com ótimo sistema de fortificação e também prisão, que deixaram como herança fortalezas com uma bela vista para o pôr do sol. Hoje em dia sua área está dividida entre a APA (Área de Preservação Ambiental) e o Parque Nacional Marinho, que fazem a proteção do lugar. Ver golfinhos acompanhando os passeios de barco e tubarões num mergulho no mar não são fatos nada raros.

Mas a beleza tem seu preço e ele não é nada baixo. O turista que vai a Noronha precisa desembolsar uma grana, já que tudo chega apenas de avião ou por embarcações – mas não desanime, pois o lugar vale cada centavo. O acesso à ilha é controlado e por isso vale a pena programar bem a viagem.Fique o máximo de dias que puder nesse paraíso: ande, conheça, explore e se encante com esse lugar que, orgulhosamente, faz parte de nosso país.

Como Chegar 

Avião

O Arquipélago de Noronha está a 545km de Recife e a 360km de Natal; assim sendo, só é possível chegar via avião ou embarcação. A opção mais utilizada pelos turistas é ir de avião, claro  o que, além de ser rápido, é confortável.

A quantidade de voos para Noronha não cresce justamente para manter a preservação. A ilha tem apenas 17km² e alguns de seus maiores encantos são ter pouca gente e ser um lugar tranquilo. Mais gente significa mais impacto ambiental, e ninguém quer perder as belezas de Noronha pela falta de cuidado, certo? Os voos diretos para Noronha partem de Recife (Gol) e Natal (Trip/Azul) e levam cerca de uma hora. Se você vive em outras cidades brasileiras, será preciso fazer uma conexão nesses aeroportos para chegar ao destino final.

Durante grande parte do ano, ir a Noronha não é barato. Mesmo nos meses de baixa temporada, este é um dos destinos mais caros do Brasil. As companhias áereas não fazem muitas promoções para o arquipélago, mas ainda assim quem acompanha o Melhores Destinos já pôde aproveitar algumas barbadas.Tanto o número de visitantes entrando na ilha como o número de moradores e trabalhadores são limitados e controlados. Isso tudo para poder existir um turismo sustentável, que agrida da menor forma possível o meio ambiente.

Mar

Cruzeiros de grandes companhias e veleiros são outras opções para quem quer conhecer Noronha entre novembro e março. Pacotes, programação e tempo de duração variam. As viagens de navio para a região, no entanto, são alvo de críticas. Diz-se que 700 seria o número máximo de pessoas pernoitando simultaneamente em Noronha, mas, como os turistas vindos de cruzeiros não contam nesse número, eles causariam um impacto ambiental que não se deseja valendo-se de fato de não haver pernoite na ilha, e sim na embarcação.

Onde Ficar

Noronha é pequena, mas nem por isso será fácil decidir onde ficar. Escolher onde se hospedar é também pensar sobre quanto você está disposto a pagar. Além disso, é importante pensar em como fará para se deslocar. O centrinho fica na Vila dos Remédios, onde estão boa parte dos restaurantes e lojas, mas a Vila do Trinta e a Floresta Nova também são lugares bem localizados. Ficando nessas três vilas você poderá ir a algumas praias caminhando e aproveitar o movimento que rola pela noite sem pensar em meio de transporte.

As hospedagens em Noronha são caras, essa é a verdade incontestável. Os preços são muito mais altos quando comparados aos mesmos serviços oferecidos no continente, então não espere encontrar nada luxuoso se optar por pagar pelo básico – o básico de Noronha é simples mesmo! De toda forma, não desanime com esse pequeno banho de água fria. A boa notícia é que, mesmo sendo um destino conhecidamente caro, há todo tipo de hospedagem, desde pousadas luxuosas a pousadas domiciliares, que são fonte de renda dos nativos.

Pousada do Vale 

Esta bela pousada está localizada na maravilhosa ilha de Fernando de Noronha, a apenas 250 m da Praia do Cachorro. Oferece massagens para casai, jardim no local e pomar, além de estacionamento gratuito. Os quartos do Do Vale Pousada apresentam roupas de cama coloridas de 200 pontos, piso frio e cortinas blecaute. Todas as unidades são equipadas com ar-condicionado, TV a cabo e frigobar. O Wi-Fi gratuito está disponível nos quartos bem como em todo o hotel.

O restaurante serve pratos caseiros, além de chá da tarde com cachorro-quente, mini sanduíches e sobremesas de coco. O delicioso buffet de café-da-manhã inclui bebidas quentes, sucos, tortas e bolos. O chá da tarde também é servido diariamente. A Pousada do Vale está a 100 m do centro da cidade, e a apenas 15 minutos de carro do aeroporto. Você também pode reservar passeios guiados pela ilha com o concierge.

Pousada Solar dos Ventos

A apenas 300 metros da Baía do Sueste, em Fernando de Noronha, esta pousada charmosa, possui chalés com decoração personalizada, vista para o mar e amenidades modernas. Ele oferece acesso gratuito à internet, estacionamento e traslados para o aeroporto. Os oito chalés da Pousada Solar dos Ventos são todos decorados com detalhes diferenciados e oferecem um ambiente acolhedor. Todos têm varanda com rede, telefone, minibar e TV.

Apesar de admirar as vista panorâmica do mar no terraço da Solar dos Ventos, saboreie um buffet variado composto de frutas tropicais, sucos e doces locais de café-da-manhã. O hotel também oferece um bar para tomar refrescos. Os hóspedes podem explorar a Baía do Sueste nas proximidades, com sua rica vida selvagem, ou ver as tartarugas do Projeto Tamar a 3 km.

Pousada Triboju 

A Pousada Triboju oferece bangalôs privativos com varanda, além de piscina ao ar livre, banheira de hidromassagem e Wi-Fi gratuito. Está localizada a apenas 20 minutos a pé das Praias do Cachorro e da Conceição, na ilha de Fernando de Noronha. Os bangalôs da Pousada Triboju são espaçosos e bem equipados. Todos possuem ar-condicionado, TV a cabo, cozinha, área de estar separada e banheira de hidromassagem privativa.

A pousada fornece um buffet de café-da-manhã, e o restaurante da Triboju serve especialidades locais e internacionais no jantar. Você também pode desfrutar de bebidas e petiscos no bar durante o dia, além do serviço de quarto.

Como Circular

Fernando de Noronha é um arquipélago pequeno, mas não pense que por isso você vai poder ir andando de um lado pro outro o tempo todo. Você pode caminhar, sim, mas pegar um ônibus facilitará bastante a viagem, além de ser econômico.  Para quem quer conforto, alugar um buggy é a melhor opção, mas como eles nem sempre estão baratos, você pode utilizar os táxis.

A  pé

Caminhar é inevitável para quem visita Noronha, principalmente porque algumas praias têm acesso apenas por trilhas. Se você é do time da preguicinha, é melhor saber disso antes de viajar.

Carona 
Os locais estão acostumados a parar pela BR de Noronha e pedir carona. Muitos turistas, quando estão em uma ou duas pessoas, costumam fazer isso, também. Como o lugar é pequeno, todo mundo se conhece e não há perigo. Essa é uma maneira prática e rápida, que funciona bem quando o ônibus demora a passar.

Ônibus
Os ônibus são uma boa maneira para andar pela ilha e custam bem pouco (R$ 1,50). O lado negativo de depender desse tipo de transporte é que há apenas dois ônibus em Noronha, e com frequência um deles está quebrado. Sendo assim, prepare-se para esperar quando tiver que pegar um ônibus, porque esse tipo de serviço é bem precário na ilha.

Buggy 
Alugar um buggy é um tanto comum quando se visita Noronha e ele traz conforto e autonomia, mas é preciso analisar bastante a situação. As diárias variam muito ao longo dos meses e podem ir de R$ 150 a R$ 500. A gasolina não é barata (R$ 4, o litro) e em muitos buggys o indicador de combustível não funciona – essa é uma pequena malandragem feita para que a pessoa não tenha noção de quanto já gastou de combustível.

Se você quer alugar um buggy, faça isso apenas nos dias em que pretende conhecer mais lugares. Se a ideia é ter um dia menos agitado, use o táxi, que sai mais barato.

 O que Fazer 

As principais atividades em Noronha giram em torno do mar. Basta sair um sol para que todos os turistas queiram ir à praia para curtir um mergulho refrescante.Quem quer se surpreender com água cristalina e visual paradisíaco não pode deixar de ir à Baía do Sancho ou à dos Porcos. Já para quem quer ficar perto do centrinho, ir à Praia da Conceição é a melhor ideia – essa praia é um point na ilha.

Aproveitando toda a pureza da água, faça um mergulho com cilindro, ou mesmo com máscara, e ficará deslumbrado com a diversidade marinha de Noronha. Peixinhos, tartarugas e pequenos tubarões são visitantes muito bem-vindos.

Atalaia 

Apesar de ser chamada de praia, a Atalaia é, na verdade, um aquário natural, com água muito cristalina e rasa. Na maré baixa os cristais algais (que são parecidos com corais) formam uma barreira, deixando o lugar propício para moradia de peixes de diversas espécies. Para chegar à Atalaia é preciso fazer uma trilha com cerca de uma hora de duração. O mergulho é feito durante apenas 30 minutos, já que o lugar é disputado, mas só um pequeno grupo pode estar na água por vez. As laterais da piscina são os melhores pontos para observar peixes coloridos, mas por ali vive também um pequeno tubarão, que faz a alegria dos turistas.

Antes de mergulhar todos passam por diversas instruções, que incluem a proibição do uso de protetor solar e a necessidade de não ficar em pé na piscina, apenas boiando, para não afetar os peixes. A trilha de uma hora é a curta e se conhece apenas a Atalaia. Quem quiser prolongar o passeio pode fazer a trilha longa e conhecer mais duas piscinas naturais. Só é possível chegar à Atalaia com um guia, e é preciso fazer a reserva com antecedência.

Projeto Tamar

O Projeto Tamar, conhecido por seu trabalho com tartarugas-marinhas, tem uma uma sede muito importante em Noronha. A Praia do Leão é um ponto de desova de tartarugas e o projeto auxilia no monitoramento desses animais, que buscam a praia para se reproduzir. Além disso, na época em que não há reprodução, os biólogos fazem pesagens e exames nas tartarugas que ficam na ilha.

Para quem quiser fazer mais atividades, é possível observar a abertura de ninhos ou fazer a tartarugada, onde se passa a noite na praia monitorando a desova (R$ 50). Poder observar o nascimento ou a desova é muito especial, não só para os animais, como também para as pessoas que presenciam o momento. Se você tiver oportunidade, não deixe de fazer uma dessas atividades.

Mirante do Boldró 

O Mirante do Boldró é um dos ótimos lugares para terminar o dia em Noronha. Isso porque o pôr do sol é, indiscutívelmente, incrível. Do mirante você pode admirar o mar de águas cristalinas da ilha se encontrar com o sol, um espetáculo para ver e registrar na mente.É exatamente ao lado do mirante que fica o Forte São Pedro do Boldró – que hoje em dia são apenas ruínas. Além disso, um pequeno trailer vende bebidas e refrigerantes para tomar o momento mais confortável.  Não se esqueça de levar repelente, porque os mosquitinhos pegam pesado nessa hora.

Onde Comer 

Em Noronha os restaurantes possuem cardápio bem diversificado, mas as atrações principais são aquelas que vêm do mar: peixes, mariscos, camarões e lagostas. A pesca é permitida de modo artesanal e feita apenas após o limite do Parque Nacional Marinho – o que sempre garante pratos fresquinhos nas mesas dos restaurantes.

Apesar de a ilha ser pequena, há diferentes opções para a hora de comer. Os preços são bem puxados e raramente fazem valer o custo-benefício que estamos acostumados a ver no continente. É claro que você não precisa gastar muito sempre, mas, com frequência, pagar pouco pode ser sinônimo de falta de qualidade. Você encontra opções de self-service que são uma opção legal para quem não quer gastar muito dinheiro.

Quando se pensa em culinária, a atração da ilha é o Festival Gastronômico do Zé Maria. O cara é uma figura e deixa o clima do lugar muito divertido. A variedade de pratos também é ótima, apesar de o festival não sair nada barato para um casal.

Restaurante do Zé Maria 

Além de ser considerada uma das melhores pousadas de Noronha, o Zé Maria possui um ótimo restaurante. O lugar fica aberto ao público tanto para café da manhã e almoço como para o jantar. No entanto, a grande atração fica por conta do Festival Gastronômico do Zé Maria, que acontece às quartas e aos sábados. O preço é salgado (R$152,88), mas o convidado pode comer à vontade. A variedade de pratos é bem grande e inclui peixes e camarões pescados pelo próprio Zé Maria, uma figura.

Antes do jantar é feita uma apresentação dos pratos com o pessoal da cozinha e eles garantem: se algo faltar durante o festival, a cozinha paga a hospedagem da pessoa durante uma semana na pousada. Lembre-se apenas de guardar espaço para as ótimas sobremesas e, na alta temporada, de fazer reserva com muita antecedência.

Varanda

Como diz o nome do restaurante, o Varanda tem boa área externa para apreciar uma refeição. Os pratos são bem preparados e há opções para uma ou duas pessoas. O camarão ao creme de abóbora (R$ 102) faz bastante sucesso, mas se você quer experimentar algo diferente, pode apostar no risoto de frutas caramelizadas (R$ 55). Sua especialidade são os frutos do mar, mas o cardápio é grande e inclui sobremesas variadas.

 

 Quando ir 

Fernando de Noronha é um lugar tão incrível que, independentemente da época escolhida, será uma viagem prazerosa. No entanto, o tempo e as condições do mar variam ao longo do ano. Escolher uma época para viajar é também escolher que  Noronha você encontrará.

Os nativos dizem que Noronha tem duas estações: uma seca (de agosto a fevereiro) e uma chuvosa (de março a julho). Mas estar na época de chuvas não significa que vai chover todos os dias – são chuvas esporádicas e mesmo nesse período você desfruta de bons dias de sol. É bom recordar, apenas, que as chuvas fazem as ruas de terra ficarem cheias de lama e esse é um fato bastante desagradável para quem precisa caminhar.

Para quem gosta de surfar, os meses de dezembro a março são bons, mas janeiro e fevereiro são os melhores, com ondas tão boas que fazem a ilha ser conhecida como o Havaí brasileiro. O responsável pelo sucesso entre os surfistas é o swell, um vento que provoca ondas enormes. Já para quem é do time do mergulho ou prefere um mar tranquilo, o ideal é viajar em setembro e outubro, quando o mar está calmo e a visibilidade chega a 50 metros. A temperatura média em Noronha é de 28°C, e ao longo do ano ela se mantém estável. O mar, além de limpo, está sempre na casa dos 24°C. Noronha é quente o ano todo, por isso leve muitas roupas frescas, mas vale também o reforço de ter um agasalho para se proteger do vento.

Os meses escolhidos para sua viagem significam também encontrar hospedagens e serviços mais baratos ou caros. Nos períodos de férias, como final de dezembro, janeiro, fevereiro e julho, a ilha fica mais cheia. A diferença é tão significativa que, num período de Réveillon, a diária de um buggy chega a custar até R$ 500, enquanto em maio, o mesmo serviço custa R$ 150. Entre abril, maio e junho as chances de encontrar bons preços nas pousadas é maior.

Fontes:

http://viajeaqui.abril.com.br/cidades/br-pe-fernando-de-noronha

http://guia.melhoresdestinos.com.br/fernando-de-noronha-72-c.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado