Conheça os segredos da Sicília como destino de vinhos

Ontem foi o primeiro dia da temporada de colheita de uvas na Sicília, Itália. A maior ilha mediterrânea é umas das mais antigas regiões vinícolas; isso aliado a cenários cinematográficos, marcos culturais antigos e o maior vulcão ativo da Europa fazem da região italiana um destino perfeito para amantes de vinho.

Por muito tempo, Sicília ficou às sombras de outras regiões italianas como Toscana e Piemonte quanto a produção de vinhos, se limitando aos vinhos de sobremesa, que são conhecidos pela doçura.
Mas agora, o destaque siciliano são os vinhos brancos. Devido ao solo vulcânico, os vinhos da região possuem uma mineralidade que os diferencia das bebidas produzidas em qualquer outro lugar. O destaque é a uva Grillo, mas Inzolia e Catarrato merecem ser lembradas também.

Já os vinhos tintos são produzidos em escala menor, mas a uva Nero D’Avola produz ótimos vinhos frutados com cor rubi, e diferentes aromas e sabores: de cereja a especiarias, todos com taninos sedosos.

Devido ao clima e à topografia insulares da Sicília, sua temporada de colheita é a mais longa do mundo, com cerca de 100 dias. Portanto, você pode escolher aproveitar a ilha italiana, apenas dando um enfoque aos bons vinhos; ou participar deste evento e colher algumas uvas seguindo toda tradição familiar que a acompanha.

Fonte: Panrotas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado