Banff – Canadá

Imagine uma área onde a natureza predomina de maneira incontestável, onde estão presentes montanhas altíssimas com picos cobertos por neve, lagos glaciais de água azul turquesa, geleiras antiquíssimas, animais silvestres, cachoeiras e florestas vastas e verdes que vão até depois de onde os olhos conseguem alcançar — estamos falando das Montanhas Rochosas Canadenses, ou apenas “rochosas”, que são parte de uma cordilheira das Montanhas Rochosas, presente nos Estados Unidos e Canadá, e que possuem cerca de 4.800 km de extensão.

As Montanhas Rochosas canadenses, localizadas nas províncias da Columbia Britânica e Alberta, são mundialmente conhecidas por suas belezas naturais e estão protegidas por parques nacionais como os parques de Banff, Jasper, Kootenay e Yoho, e parques provinciais, como o do Monte Assiniboine, Hamber e Monte Robson, onde fica a maior montanha da região, com 3.954 metros.

Onde Ficar:

Escolher onde ficar em Banff não é uma tarefa muito difícil, a questão é escolher se você realmente quer se hospedar em Banff e fazer dela a sua cidade-base para explorar a região das Rochosas. Quando falamos em Rochosas Canadenses, falamos de uma região enorme, composta por diferentes cidades; Banff é a mais famosa delas e oferece uma excelente estrutura, mas muitas pessoas optam por se hospedar em outros lugares ou fazer uma viagem de carro pela região e, ao longo dos dias, hospedar-se em diferentes localidades.

O comércio e praticamente todos os serviços concentram-se na Banff Avenue, então, se você quer a possibilidade de fazer muitas coisas caminhando, procure se hospedar nas proximidades da Banff Ave ou de ruas como a Wolf e Caribou, que estão bem no centrinho. Nessa região central, você encontrará hostels e Bed & Breakfast, como o Banff Park Lodge, Brewster’s Mountain Lodge, Banff Aspen Lodge e o Banff International Hostel. Para quem procura luxo, a dica é o icônico Fairmont Banff Springs, localizado em frente ao Bow River. Um pouquinho mais afastado do centro, estão hotéis como o The Ridden Ridge Resort e o Rimrock Resort Hotel.

Lake Louise é o nome de um lago famossíssimo e de um vilarejo próximo a Banff. Nesse local, fica o The Fairmont Château Lake Louise, um hotel muito bonito e que oferece uma vista incrível. No entanto, Lake Louise não é uma cidade e tem uma estrutura bastante limitada, então é recomendado apenas a quem está de carro e quer ficar em um local super sossegado.

Dicas:

– Para ir ao Canadá, é necessário um passaporte e visto válido condizente com o propósito da viagem. O visto para turistas pode ser obtido online e é um pouquinho burocrático, mas completamente possível de ser feito por você mesmo. Para mais informações, consulte a página oficial sobre o visto do Canadá e nossa página, que explica como obtê-lo.

Lembre-se de que, se você viaja ao Canadá passando por um terceiro país, além das regras de imigração local, você deve se atentar às regras de imigração no local de conexão. Fazendo conexão nos Estados Unidos, você precisará também do visto estadunidense.

– Não são necessárias vacinas para visitar o Canadá.

– Para dirigir em Alberta, você deve ter a CNH brasileira e a PID (permissão internacional para dirigir). A PID não é requerida em algumas províncias no país, mas recomendamos que, quando viajar ao Canadá, você a tenha em mãos para evitar possíveis contratempos. Para mais informações, consulte o site Service Alberta.

– O fuso horário padrão de Banff e das principais cidades da província de Alberta é o UTC -7.

Segurança

Banff é uma cidade de interior, pequena, segura e super tranquila, onde você pode caminhar tranquilamente, mesmo que esteja em posse de dinheiro, câmeras ou outros objetos de valor. De qualquer maneira, não custa nada manter alguns hábitos de segurança que utiliza no Brasil.

Com relação à segurança, talvez seja mais importante se preparar para surpresas da natureza do que para eventualidades causadas pelo homem. Isso porque Banff está dentro de um parque natural, e por se tratar de uma área selvagem, pode acontecer de você se deparar com animais de pequeno e grande porte ao longo de sua viagem, como um urso, puma ou alce. Alimentar animais selvagens é proibido e perigoso; para incentivar alguns animais a se afastarem do centro urbano em busca de comida, há lixeiras públicas “à prova de urso”, por exemplo.

Para evitar encontrar animais grandes, como ursos, ao longo dos seus passeios, é altamente recomendado fazer caminhadas e trekkings em grupo, pois o barulho afugenta os animais. Outra dica é nunca fazer uma caminhada no meio da mata com fones de ouvido, porque você deve estar atento ao que acontece ao seu redor. Fazer barulho enquanto caminha também pode afastar os animais e se você pensa em tomar uma medida mais drástica para evitar o perigo de encontrar um urso, pode ser interessante carregar um spray de pimenta na bolsa ou um bear spray, que afugentam os ursos em caso de necessidade. O spray de pimenta só pode ser utilizado com a finalidade de afugentar animais! Correr ao encontrar um animal pode não ser a melhor alternativa, porque dessa maneira o bicho pode pensar que você é uma presa. Caso esse encontro ocorra, mantenha a calma.

– A rede elétrica no Canadá é de 120V/60Hz. As tomadas são de dois tipos: dois pinos chatos ou, às vezes, de dois pinos chatos e um pino redondo (que funcionam tranquilamente em aparelhos em que o encaixe é de apenas dois pinos chatos). Lembre-se de notar como são as tomadas de seus aparelhos eletrônicos para não ter dificuldade de carregá-los no Canadá.

– As línguas oficiais no Canadá são inglês e francês. Banff é uma cidade da província de Alberta, onde se fala inglês. Há quem fale francês nessa parte do país, mas a língua não é forte como em Quebec.

– Casaco é um item que deve estar na sua mala independentemente do mês da viagem. Faz calor em Banff durante o verão, mas durante a noite pode esfriar e, se estiver ventando, você pode sentir frio.
No inverno, o frio é extremo e, em alguns dias, as temperaturas atingem 30 graus negativos; se viajar nesse período, leve roupas para inverno pesado e calçado para neve, que oferecem maior aderência e permitem caminhar com mais tranquilidade. Luvas, cachecol, segunda pele e outros artigos de roupas de frio também são essenciais para enfrentar o rigoroso inverno da cidade. Não subestime o clima de Banff durante o inverno, as temperaturas são realmente rigosas; por isso, acompanhe a previsão do tempo antes de viajar.

Também não pense que não faz calor em Banff durante o verão — faz sim, especialmente próximo do horário de almoço. Se você viaja para Banff durante o verão, leve roupas leves para o dia e casacos para usar durante a noite. Em qualquer passeio que fizer, leve um casaco, porque o tempo muda consideravelmente com o passar das horas.

– Quantos dias ficar em Banff? Nossa sugestão é passar pelo menos 3 dias. Na cidade em si não há tanto o que fazer, mas em seus arredores há vários lugares bonitos para conhecer. Se puder, divida a viagem entre Banff e Jasper, cujo acesso é feito pela Icefields Parkway, uma estrada linda!

O que levar

Banff é um destino muito procurado para atividades ao ar livre, por isso, há alguns itens que indicamos colocar em sua mala de viagem. Sendo inverno ou verão o período de sua viagem, não deixe de incluir na mala roupas de frio, porque o tempo pode mudar a qualquer instante.
– Calçado fechado para caminhadas, como tênis ou calçados de trekking
– Repelente
– Hidratante para o corpo e boca
– Roupas para exercícios
– Protetor Solar
– Óculos de sol
– Garrafa de água para carregar nos passeios

Passeios em Banff

Banff é o tipo de cidade onde parece que há pouco para ver, mas, na verdade, as possibilidades são inúmeras. Para quem está de carro e pode explorar a região tanto quanto queira, conhecer tudo é muito fácil, basta ter um mapa em mãos e vontade de pegar a estrada. Para quem está sozinho e sem carro, as coisas mudam um pouco de figura e os passeios com as agências turísticas tornam-se um grande aliado na hora de conhecer os principais pontos turísticos da área.

Lake Louise: Se você já pensou em ir alguma vez para as Rochosas Canadenses ou pesquisou sobre o assunto, provavelmente já se deparou com uma foto de Lake Louise, até mesmo sem saber que lugar era esse. Lake Louise é um vilarejo e o nome de um lago, que é um dos maiores cartões-postais do Canadá.

Banff Gondola: Inaugurada em 1981, a Banff Gondola é um teleférico fechado que vai ao alto da Sulphur Mountain, uma montanha em Banff a 2.281 metros. A subida ao alto da montanha leva em torno de 8 minutos e ascende 698 metros.

Caminhadas e Trekking: Fazer caminhadas ou trekking são atividades muito populares em Banff e para uma boa parcela dos turistas, o motivo principal de realizar a viagem. A cidade e suas redondezas são muito procuradas por pessoas que gostam de se aventurar no meio da mata, fazer trilhas, subir montanhas e apreciar a natureza.

Onde Comer:

Banff tem apenas 10 mil habitantes; por causa desse número, muita gente pode pensar que a estrutura da cidade é limitada, mas isso está longe da realidade. A cidade tem uma excelente estrutura hoteleira e restaurantes muito bons, que não deixam a desejar em relação a grandes cidades. Há desde locais luxuosos a outros com ambientes mais informais. Os preços também variam bastante, assim como as opções do cardápio.

Em um passeio pela cidade, nossa sugestão é que você faça uma rápida parada no Beavertails, um local onde é vendido o “beavertail”, uma guloseima tipicamente canadense. O “rabo de castor”, em português, é uma massinha frita e macia que pode levar acompanhamentos doces como açúcar e canela, chocolate e frutas. Se doce não é sua praia, você pode aproveitar uma ida ao lugar para experimentar o poutine, o mais famoso prato da culinária canadense, que foi criado na província de Quebec e é uma espécie de batata frita, misturada com queijo e molho — parece estranho, mas é uma delícia!

Quando ir:

Banff é um destino muito procurado por suas belezas naturais e os parques nacionais da região ficam abertos praticamente o ano inteiro, mas isso não significa que qualquer época seja indicada para viajar ao lugar. A média de temperatura anual de Banff é de 3°C e, entre dezembro e fevereiro (os meses mais frios), a média é de -7.5°C; já nos meses mais quentes, junho a agosto, a média é de 13.5°C. O verão é o período mais chuvoso; viajando nessa época, você pode esperar, sim, encontrar temperaturas quentes durante o dia.

Como Chegar:

Banff é uma cidade canadense da província de Alberta, cuja capital é Edmonton. O aeroporto de grande porte mais próximo de Banff, uma das melhores cidades para explorar as Rochosas, é o aeroporto de Calgary, uma cidade com mais de um milhão de habitantes. O trajeto até Calgary deve ser considerado a primeira parte da viagem, já que Banff está 125 km distante da cidade. A segunda parte da viagem seria, portanto, o percurso entre Calgary e Banff percorrido por via terrestre, de carro, transfer ou ônibus.

Avião: Para quem está no Brasil, é preciso saber que não há voos diretos entre as capitais brasileiras e Calgary, sendo necessário, portanto, fazer ao menos uma conexão ao longo da viagem. A única empresa que faz voos diretos entre o Brasil e o Canadá é a Air Canada, que tem voos diretos partindo de São Paulo e Rio de Janeiro para Toronto. Outras companhias também voam ao país, inclusive para Calgary, e para fazer essa viagem você pode utilizar companhias aéreas (e suas companhias parceiras) como American Airlines, Delta e United, cada uma delas com conexões em seus respectivos hubs.

Do aeroporto De Calgary para Banff: A partir do Aeroporto Internacional de Calgary, são 122 km por terra até Canmore, 145 km até Banff e 200 km até Lake Louise.

Como Banff faz parte de um Parque Nacional e as atrações não se resumem à área urbana da cidade, e sim aos seus arredores, a melhor maneira de circular pela região é de carro. Sendo assim, é muito conveniente que você alugue um carro ao chegar no aeroporto de Calgary e faça os passeios ao longo de sua viagem com o veículo alugado. O trajeto entre o aeroporto de Calgary e Banff é feito pela TransCanada Highway, que é duplicada e tem um visual muito bonito, cheio de árvores ao seu redor. Você pode conferir empresas disponíveis para alugar carros no aeroporto.
Trem: A empresa Rocky Mountainner possui linhas entre Vancouver e Calgary, com parada em Banff. A VIA Rail, principal empresa de trens no Canadá, liga diversas cidades do país por via ferroviária, entre elas Toronto, Vancouver e Jasper, que faz parte da região das Rochosas Canadenses e pode ser um ponto de partida para realizar a viagem. Para mais informações, consulte o site da Via Rail.

 

Referencias:

http://guia.melhoresdestinos.com.br/banff-rochosas-canada-194-c.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado