13 museus pelo mundo que unem arte e natureza

Já se foi o tempo em que museus deixaram de ser atrativos apenas por esculturas e quadros de períodos históricos. Arquitetos e artistas estão cada vez mais ousados, e trabalham com os mais diversos elementos e materiais, a fim de liberar toda sua criatividade e causar sensações no público. Parte disso envolve a relação com a própria natureza, que gera belas paisagens na composição com os edifícios.

INSTITUTO INHOTIM (MINAS GERAIS)

Conhecido por ser um dos mais importantes acervos de arte contemporânea do Brasil, o Instituto Inhotim é considerado o maior centro de arte ao ar livre da América Latina. Localizado em Brumadinho, Minas Gerais, o museu está há apenas 60 quilômetros de Belo Horizonte.

GIBBS FARM, MAKARAU, NOVA ZELÂNDIA

Além de paisagens incríveis, cheia de lagos, montanhas e muita natureza, a Nova Zelândia também não deixa a desejar no quesito arte. Conhecido por suas atrações de ilusões óticas, o Gibbs Farm conta com uma girafa gigante, um trompete vermelho que corta montanhas, e uma escultura de aço com aparência alienígena, que mais parece ter saído de uma obra de ficção científica.

MUSÉE RODIN, PARIS, FRANÇA

Entre tantas opções de museus na França, o Museu Rodin com certeza é um que vale a pena ser visitado. Com suas obras de arte que datam do século 16, o Musée Rodin foi construído entre 1728 e 1730 pelo Marechal Biron, e antes de virar museu, seu prédio era um hotel.

THE HAKONE OPEN AIR MUSEUM, HAKONE, JAPÃO

Colorido e divertido. Essa é a descrição perfeita para descrever o Hakone Open-Air Museum, que conta com obras gigantes feitas com materiais como tricô ou plástico, que trazem um ar divertido a atmosfera do local.

HILL OF WITCHES, JUODKRANTE, LITUÂNIA
Situado em meio a uma floresta típica de filmes de terror, o museu Hill of Witches, na Lituânia, possui mais de 80 obras de arte que retratam figuras do folclore lituânio e fazem alusão à bruxas e monstros. Uma das coisas mais bacanas desse museu é que as obras se misturam perfeitamente com a floresta, trazendo um ar meio macabro ao lugar.

VIGELANDSPARKEN, OSLO, NORUEGA
Para quem está de passagem pela capital norueguesa, vale a pena visitar o Vigelandsparken, que está a alguns metros de distância do aeroporto da capital. Suas esculturas em formas humanas instigam o visitante e proporcionam um momento de reflexão ao admirar suas belas obras. Além disso, se for verão, uma dica é fazer um pique nique no parque e observar o pôr do sol.

FUNDACIÓN PABLO ATCHUGARRY, PUNTA DEL ESTE, URUGUAY

Localizado em uma extensa área de gramas verdejantes e cercado por um lago, a Fundação Pablo Atchugarry, nos arredores de Punta del Este, foi criada em 2017 com o objetivo de incentivar as artes plásticas no Uruguay. O museu, que recebeu obras de artistas do mundo inteiro, é também um ótimo local para um passeio, visto que seus arredores estão numa área cheia de muito verde, lagos, árvores e belíssimas plantas.

ROCK GARDEN OF CHANDIGARTH, CHANDIGARTH, ÍNDIA

Composto por obras de arte feitas com produtos industriais e resíduos domésticos, o Rock Garden of Chandigarth pode ser considerado um exemplo de criatividade humana, imaginação e visão. O mais bacana sobre esse museu é que suas milhares de esculturas são feitas a partir de materiais descartados, como garfos, quadros, fios de metal, pulseiras quebradas, peças de automóvel e outros itens.

YORKSHIRE SCULPTURE PARK, YORKSHIRE, INGLATERRA

Num espaço de mais de 200 hectares, e a duas horas de trêm de Londres, é difícil não se encantar com o Yorkshire Sculpture Park, museu que conta com a típica paisagem inglesa de campos verdinhos e até ovelhas. Seu acervo possui esculturas gigantes e escolhe a dedo obras de proeminentes artistas mundiais para exibir em seu espaço.

KROLLER MUSEUM, OTTERLO, HOLANDA
Conhecido por hospedar a segunda maior coleção de Vincent Van Gogh, o museu foi construído dentro de um enorme parque nacional holandês e foi pensado pela colecionadora Ms Helene Kroller Muller, umas das primeiras a dar importância ao trabalho do artista holandês.

SKULPTURENPARK KOLN, COLÔNIA, ALEMANHA
Próximo do centro de Colônia e às margens do rio Reno, este museu agrada a todos e é um ótimo passeio mesmo para aqueles que não são tão ligados em arte, devido às suas esculturas um tanto quanto foras do comum, diferentes dos tradicionais museus de arte.

OFICINA BRENNAND, RECIFE, BRASIL

Maior reduto das obras do artista plástico Francisco Brennand, a Oficina Brennand é mais um representante de peso do Brasil. O lugar, diferente de qualquer outro ao redor do mundo, combina o estilo único do escultor com linhas arredondadas de jardins e fontes.

 

Fonte: www.panrotas.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado