5 dicas para viajar como um multimilionário sem ser um

Voar de jatinho, almoçar em um iate particular, dormir em uma mansão de vidro… Você pode até não ser um multimilionário, mas possivelmente já se imaginou em uma viagem regada a luxo e ostentação. Mas e se te dissessem que é possível fazer isso e muito mais sem ter necessariamente um mar de dinheiro?

Não, ganhar uma viagem com tudo pago não é a resposta nessa ocasião. Segundo uma lista da Forbes Brasil, viajantes podem se deslocar para destinos de alto padrão gastando pouco – e mantendo o nível elevado. Afinal, os conceitos de luxo mudaram e a experiência passou a ser o diferencial. Confira abaixo cinco dicas e inspire-se!

A BAIXA É A ALTA

 

Por que escolher dezembro se abril é uma ótima opção? O aluguel de casas em baixa temporada pode ter economia de até 85%, dependendo do local e da época, segundo relatório do Tripadvisor Rentals, unidade de locação de residências do site de avaliação de destinos.

Além do valor mais baixo por causa do período, ir para Cannes (França) em uma mansão pode trazer um alívio no bolso ainda maior, caso vá “rachar” a conta com um grupo de amigos. Em nível nacional, a CVC recém-divulgou um balanço de destinos em alta na baixa temporada. A cidade de Balneário Camboriú (SC) tem economia de 38% entre dezembro e março.

MUITOS CÔMODOS
Ao viajar com um grupo de cinco ou mais pessoas, leve em consideração a grandiosidade da viagem. Por exemplo, se você está em um destino como Mônaco, invista em uma propriedade com piscina de borda infinita – ou duas ou três piscinas –, academia, cozinha gourmet, entre outras facilidades. Se a economia no aluguel pode passar de 80%, essa opção facilmente será mais viável do que um quarto espaçoso em um hotel cinco estrelas.

SEJA O CHEF

 

Uma mansão com uma bela cozinha pede que esse cômodo seja utilizado. Em vez de comprar enlatados ou sair constantemente para comer fora, aproveite o espaço para cozinhar e comer bem. Destinos caros automaticamente têm valores caros para alimentação, mas levar os amigos, a(o) namorada(o) em um restaurante uma vez ou outra tem suas vantagens, certo?

BEBA POR CONTA PRÓPRIA

Os drinques podem ser absurdamente caros, custando de US$ 20 a US$ 30 – não pense na conversão para o real. Esse valor poderia ser tranquilamente investido em uma garrafa de vinho ou de champanhe. Uma dica é levar suas próprias bebidas consigo, ou seja, saia do Brasil com as bebidas já despachadas. Hoje, existem empresas que asseguram sua encomenda até você chegar.

PÉ NA ESTRADA

 

Viajar de avião dentro de um país pode ser um tanto caro. Caso o calendário permita, evite voos domésticos e opte pelo terrestre. O novo luxo é isso: investir em experiências. Imagine só fazer uma viagem pela estrada, conhecer paisagens e parar em lugares que só são possíveis conhecer por terra. Após horas com o pé no acelerador, nada mais recompensador do que descansar na hidromassagem da mansão.

 

Fonte: www.panrotas.com.br

2 comentários

    • Vanessa em 23 de maio de 2017 às 21:16

    Responder


    Show.

    • Naldo em 3 de junho de 2017 às 21:48

    Responder


    Interessante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado